The 100 - S03E15 - Perverse Instantiation: Part One

Por Elizabeth Silva

15 de maio de 2016

SPOILER ABAIXO
Se a situação não estava nada boa para nossos sobreviventes, em Perverse Instantiation tudo só fez piorar. Mais uma vez, a palavra do produtor executivo se mostrou verdadeira e presenciamos outro, tortuoso e sombrio, episódio. Como de costume temos os últimos episódios sendo divididos em duas partes.

Destruir a qualquer custo ALIE é tudo que importa, mas a cada dia que se passa essa tarefa mostra-se mais árdua do que imaginávamos!

O episódio começa exatamente onde o outro acabou, com Clarke e seus amigos tentando decidir o que fariam sem a ajuda de Luna. O que me deixou muito apreensiva, pois sem um hospedeiro não é possível descobrir qual o código de morte para ALIE. Neste mesmo cenário temos a volta de Roan, outra vez salvando a vida de Clarke, ou como ele prefere, Wanheda, de um dos homens controlados pelo chip. Como esse homem havia encontrado eles foi algo totalmente sem sentido no começo, mas tudo se interligou nos acontecimentos a frente. O grupo, junto com Roan como prisioneiro, rumam de volta ao encontro de seus amigos.

Novamente em  Arkadia, Raven, ainda culpada pela tentativa falha de deter ALIE, coloca mais uma vez sua mente brilhante para trabalhar e com ajuda de Monty começa a construir um aparelho que conectassem eles novamente a IA sem que tivessem que ingerir o chip e muito menos ALIE soubessem que tinham acesso a ela novamente. Clarke começa a colocar outro plano em prática, fazendo com que o grupo se separe novamente. A cena de partida deles foi a que mais me assombrou, pois ninguém mais ninguém menos que ALIE estava presenciando tudo e a par do plano deles. E a grande dúvida ficou me corroendo por minutos, que pareciam anos, quem estava com o chip? E a resposta veio da maneira mais desagradável possível. Em uma cena intensa de dois amigos se reencontrando e finalmente se perdoando por tudo que passaram, Monty descobre que Jasper estava sob controle da IA, afinal ninguém viu quando ele tomou o chip ainda no lar de Luna, o que tornou tudo mais difícil foi a sinceridade nas palavras de Jasper e acreditar que ele sucumbiu foi doloroso e agora a vida de Harper corre perigo nas mãos dele.
Sem Luna a única alternativa que resta, infelizmente, é a já controlada Ontari, a mesma se encontra em Polis e é exatamente aí que Roan entra nos planos de Clarke, já que sua missão era encontrá-la com a flâmula e levá-los de volta a sua comandante. Com o teatro todo armado, eles ainda seguem o plano sem imaginar que ALIE já tinha conhecimento todos os passos deles. Tivemos a perda de mais um forte aliado, Roan. Sinceramente acredito que a história dele poderia e deveria ter sido mais explorada na série, um personagem interessante como ele não deve ter sua participação interrompida tão rápido, tinha simplesmente tudo, tudo mesmo para somar nessa luta desenfreada contra ALIE.

Para piorar, o que parecia impossível, Clarke é torturada pela própria mãe para obter a chave de ativação da segunda IA. ALIE mostrou que não se importa nem um pouco de mexer com o lado emocional das pessoas para que elas cedam a sua vontade, e isso foi provado várias vezes, mas a maneira que usou Abby passou do limites que chamamos de monstruoso. Outra vez admirei a coragem de Clarke, ela não cedeu a chantagem de ALIE e estava a um fio de perder sua mãe, não nego que essa cena me causou um desconforto grande. Para alívio de todos, Bellamy e nosso ilustre Murphy, salvam Clarke da tortura e resgatam Abby. Mas o maior problema não pode ser evitado, e Jaha deixa uma impossibilitada Ontari para o trio.
Sobre Jaha, eu li que muitos desejam a morte dele, mas penso totalmente o contrário. Desde o começo ele foi um personagem intrigante para mim, um líder que fazia o necessário e ainda sim estava disposto a tudo para fazer o certo, se isso incluía que ele devia sofrer consequências que assim fosse. Muitos se esqueceram o quão importante ele foi para que os outros moradores da Arca chegassem na Terra. Não vou aqui dizer que o personagem esteve sempre certo, mas convenhamos que ele teve e têm sua importância. No primeiro momento que procurava Cite Of Lights, ele fazia isso na esperança de trazer o melhor ao seu povo na Terra, não foi com outra intenção se não essa. Infelizmente o que deveria ser algo bom, trouxe a ruína a Jaha, assim como os outros, ele não pode ser culpado por todos os atos, muitos esqueceram que ele também está sendo controlado por ALIE! Na verdade, uma parte de mim acredita que ele terá uma importante papel na destruição dela, já que tudo começou com ele.

Angustiante, foi o sentimento que me regeu do começo ao fim do episodio e o medo de descobrir o que está por vir agora com Clarke rumo a Cite of Lights. Espero que tenham gostado e nos encontremos novamente na review do episódio final desta temporada! 


Esse texto foi escrito por: Elizabeth Silva
Comentário(s)
0 Comentário(s)