Marseille - S01E04 – Intox

Por Juliana Pereira

25 de maio de 2016


SPOILERS ABAIXO:
Começamos com um quarto episódio bem confuso, pois Marseille, apesar de poucos personagens principais, temos muitas histórias mal contadas, muitas lacunas incompletas. 

Obsessão pelo poder é quase inacreditável. Os papeis estão confusos, não consigo saber exatamente quem está do lado de quem, só sei que todos querem poder, dinheiro e sexo. Barres roubou a atenção neste episódio por completo, direta e indiretamente. Ele não tem pudor algum, é capaz de tudo para conseguir o que quer e já provou isso. Mas leitor(a), cá entre nós, ele é meio ninfomaníaco não acham? Pois em cada episódio ele transa com, no mínimo, uma pessoa, e agora aceita até homens se lhe garantir algo em troca. 

Através da série podemos conhecer como funciona os bastidores do processo eleitoral. A logística deles é incrível! Eles fazem cálculos de votos, projeções de pesquisas, venda de voto, passeatas, tudo muito organizado. Isso é legal, não acha leitor(a)? Eu acho interessante, até porque estamos vendo, com a situação das notas falsas do partido UPN, como é feita uma lavagem de dinheiro, como é fácil escolher para qual partido ir, como se tenta driblar a imprensa e como se faz para tentar sair de uma situação assim. No momento político atual que estamos vivendo no Brasil, é importante ficarmos atentos a esses detalhes. 
Falarei rapidamente do trio amoroso de Julia (filha do prefeito), Eric e Farid. Eles retratam bem aquela história de que nunca queremos quem nos quer. O papel de Julia é até que interessante, porque ela está pelo sexo bom e diversão ao mesmo tempo em que protege seu amigo querido. Este está cavando seu próprio buraco. Eric está achando mesmo que, através dos “falsos benefícios” que a gangue lhe proporciona, conseguirá ficar com Julia. Só que até quando isso vai durar sabendo agora que a Gangue está apoiando Barres que, a qualquer hora, fará algo que chegará para atingir a família de Taro? Complicado, hem! 

Nossa primeira dama está com medo, algo super compreensível nesta situação, mas ela ainda é durona. Gosto disso. Só que não sei como ela aceita ficar em segundo lugar, depois de Marseille, ao mesmo tempo em que admira Taro por essa dedicação com a cidade. Mas, em contrapartida, ele está dando muito apoio pra ela, não podemos negar. Minha torcida é para que ela me surpreenda com algo inesperado, sabem. 
Falando de algo mais técnico, a produção aproveita muito bem a cidade francesa. Todas as cenas têm uma fotografia incrível! As paisagens de fundo são deslumbrantes, encaixam nas cenas e não ficam “só de fundo”, elas completam as falas, o enredo, enfim, parabéns à produção.

Eu tento ao máximo não dar spoilers, mas leitor(a) me diz, que bafo é esse de Barres e Taro??? Nos últimos minutos do episódio encaixamos umas quantas peças! Gora o circo vai pegar fogo. E pelo que entendi até o momento, Julia é apaixonada pelo irmão (oh, my god!), porque se não, ela não ficaria tão mexida com a mensagem da secretária dele. 

Muitas emoções nos aguardam nos próximos episódios. Até a próxima review, leitores!

Comentário(s)
0 Comentário(s)