Grey's Anatomy - S12E23 - At Last

Por Rozany Adriany

14 de maio de 2016

SPOILER ABAIXO
O penúltimo episódio desta temporada pode ser considerado um episódio tranquilo, se levarmos em consideração as tendências destruidoras da nossa queridinha Shondanás, ainda mais no que diz respeito aos finais das temporadas que são geralmente catastróficos. O episódio começa com Owen dando um passo adiante em sua vida ao vender o trailer que comprou de Derek e encontrando uma casa de verdade para morar. 

Além disso, o episódio está cheio de momentos cômicos, por exemplo, Warren, Bailey, Webber e Jackson no elevador, onde o clima tenso entre Bailey e Warren é tratado com um ar descontraído ao serem convidados para um jantar na casa de Webber. Ou quando a vovó de um paciente tenta arrumar Alex para sua filha o enchendo de perguntas sobre relacionamentos. 

Fazendo uma relação com o episódio anterior, temos Callie lidando com as consequências de seus atos e meio que descontando suas frustrações em Penny, a tratando com frieza. Bom, como disse na review anterior, nunca gostei da Penny e penso que Callie cometeu um grande erro na briga por Sofia, mas preciso defendê-la desta vez. Callie precisa arcar com as consequências de suas atitudes, mesmo que acredite que o que fez foi por amor. Por mais que eu discorde da situação e ache um absurdo esse “amor incondicional" que foi alimentado pelas duas em tão pouco tempo, em momento algum Penny deu a ideia de Callie se mudar e arrumar toda essa briga pela guarda de Sofia. Para mim, a culpa é de Callie e apenas dela! 

Sim, sou dessas que acreditam que não temos que ser 100% racionais em nossas vidas, mas também acho que há situações em que não podemos ser 100% emocionais. Callie agiu pensando apenas em seu próprio bem, esqueceu completamente que Sofia tinha uma vida e uma família em Seattle, sem falar em Arizona, que também seria muito afetada com sua decisão, então nada mais justo do que arcar com suas próprias decisões, e me parece que o modo como ela faz isso é desistindo de ir para Nova York e terminando com Penny. Por minhas opiniões já dá para saber que até gostei do término, porém, não concordo com a forma como aconteceu. 

Em contrapartida, vemos Kyle piorando gradualmente ao longo do episódio, Stephanie sendo expulsa de seu quarto incansavelmente, além de suas intromissões, agindo mais como uma parente do que como uma cirurgiã, tudo isso porque resolveu terminar com o cara por meio de uma carta. E, para ser sincera, infelizmente o desfecho do caso não me surpreendeu, já que o padrão estava bem óbvio. O que não significa dizer que não foi triste! Senti a dor da Stephanie e já estou vendo que ela vai conseguir ser mais irritante ainda no próximo episódio atacando Amélia por sua decisão de fazer a cirurgia.

E gente, o que falar do surto sobre casamento que teve neste episódio? Vamos começar falando sobre Miranda e Warren que ainda estão nessa “birra” de não se falarem, por acreditarem que ambos estão certos e que o outro que deve ceder. Até quando isso vai durar? Única coisa que me agradou foi Warren dizendo que não “desistia” porque ela era o amor da vida dele! Dito isso, vamos passar para a sutil esperança que o próprio Warren nos deu ao se referir ao relacionamento de April e Jackson, e tudo o que tenho a dizer é: será que eles ainda voltam? As apostas estão lançadas, queridos leitores.  
Ainda na questão casamento: o que foi que deu em Amélia e Owen? Gente, amo Owen, acho o personagem bastante interessante, depois do que ele sofreu por Cristina, torci e torço muito para que ele seja feliz, mas ainda me pergunto se Amélia é a pessoa certa para ele. Vejo Amélia como uma pessoa que só pensa em si, que acha que o mundo gira em torno dela mesma e que os únicos sentimentos que importam são os dela, ou seja, totalmente egoísta. 

Sei que há quem discorde, e até tento entender a personagem devido a todo o seu passado, e admito que em alguns momentos ela tem atitudes louváveis, no entanto na maior parte do tempo não consigo aturar. Mas, voltando ao casal: só eu estou vendo mais uma precipitação aqui? Como é costume de Shonda, Amélia e Owen vem se mantendo em uma verdadeira montanha russa no que diz respeito ao seu relacionamento... Entre vários desentendimentos, alguns medos e confusões, eles acabaram de decidir tentar fazer o relacionamento dar certo e agora, do nada, Shonda me vem com um pedido de casamento? Pelo amor de Deus, tenha piedade de nós, querida!

E por último, mas não menos importante, temos Alex e Jo, que estão numa enrolação imensa depois que Alex pediu Jo em casamento duas vezes e não obteve uma resposta em nenhuma delas. Está aí outra personagem que não suporto: Jo. Aliás, estou no clubinho daqueles que desejam fortemente que Jo, Stephanie e Penny morram, mas isso não vem ao caso no momento. Voltando ao casal: Alex finalmente decide dar um “ultimato” a Jo, perguntando se ela realmente quer casar com ele, pois ele está pronto para isso, mas pelo visto, ela não. E é exatamente essa a resposta da interna: Não! Não sei dizer se me surpreendeu ou não, mas fico me perguntando o que ela quer... Jo passou incontáveis episódios reivindicando a atenção de Alex devido a sua amizade com Meredith e todo o suporte que ele sempre lhe deu, e quando ele passa a lhe dar atenção, quando ele decide dar um passo adiante no relacionamento, ela simplesmente trava. (Se decide aí, garota!)

Deixando de lado um pouco meus sentimentos por Penny, devo dizer que gostei bastante do momento em que Meredith chega para consolá-la. Apesar de toda a confusão e desavenças que rondaram o plot das duas que teve início com a morte de Derek, vejo que Shonda soube desenvolver bem essa questão do profissionalismo e do perdão de Meredith dando uma conclusão digna entre as duas.

Neste episódio tivemos uma Mer angustiada e "ranzinza" por conta dos avanços na vida de todos ao seu redor no que diz respeito a casamento e relacionamentos, e descontando suas frustrações em Amélia, até que precisou levar um sermão de Alex, que a mostra que ela não precisa viver infeliz, e deve seguir em frente com sua vida amorosa. Mas, venhamos e convenhamos: precisava ser com o Riggs? Que desespero foi aquele agarrado no final do episódio? Aliás, Riggs é outro que, além de Alex, vem até Mer para falar umas verdades que ela precisava ouvir.

É notório que os fãs continuam divididos entre a eterna lembrança de Derek na vida de Meredith e a possibilidade dela se envolver em outro relacionamento, seja com Thorpe a alguns episódios atrás, ou com Riggs. Para mim, sendo a personagem que mais sofre na trama, concordo que Mer merece ser feliz e viver sua vida, só não estou certa se Riggs é a pessoa adequada para isso, ou se o que aconteceu não foi apenas uma atração física pelo calor do momento. 

Bem, como disse no começo, o episódio foi mais leve do que o esperado, apesar dos 10 minutos finais que nos proporcionaram algum drama, mas, próxima semana é a season finale, então não podemos baixar a guarda, pois como sabemos, Shonda é mestre em reviravoltas de nos arrancar os cabelos.

Então, o que acharam deste episódio? Espero por suas considerações nos comentários abaixo. 

Esse texto foi escrito por: Rozany Adriany
INSTAGRAM: @SeriesEmFocoWeb

 Vejam a promo da season finale:
      
Comentário(s)
0 Comentário(s)