Chicago Fire - S04E20 - The Last One for Mom

Por Vittoria Crispim

9 de maio de 2016

SPOILERS ABAIXO
Eu sempre fui uma grande defensora de Chicago Fire e da franquia Chicago no geral, entretanto, já estou aborrecida de sempre bater na mesma tecla e defender aquilo que não faz por onde ser defendido.

E apesar do episódio da semana não ter sido um episódio ruim, todo o problema da série está se acumulando, nesta reta final, e tornando um episódio bom em um episódio mediano. Mas, a sua pergunta leitor deve ser: Espera Vittória, você está dizendo que não gostou desse episódio? Não, leitor, não é isso que estou dizendo, estou dizendo apenas que estou cansada de ver o rumo que minha série favorita está tomando.

Chegamos ao episódio 20 e sequer me dei conta que este é um episodio de final de temporada. Nada nele foi realmente surpreendedor e até mesmo o plot que foi o ponto alto do episódio não me deu a emoção da qual todos comentavam e eu estava ansiosa para ver. Ressalvo que não foi um episódio ruim e a junção entre Taylor Kinney e Max Jenkins interprete do menino J.J foi o que me motivou a ver o episódio até o final, mas nada além disso.
Sendo assim, vamos aos fatos: Kelly, encarregado de cuidar do menino J.J tem a notícia que a mãe do garoto sofreu um atentado e está no Chicago Med lutando pela vida, até aí nada de realmente novo, pois afinal, com o desenrolar do plot, já imaginávamos que algo assim poderia acontecer. Entretanto, a forma como o Tenente e o quartel em si administrou a situação com o J.J foi o que me agradou. Sempre vimos um Kelly explosivo, que faz e acontece, que age sem pensar e aqui não, ele esperou, ele foi paciente, ele colocou o menino como prioridade e aplacou aquele Severide afoito, do qual já estamos acostumados, em compaixão a um garoto. Isso, com certeza, foi a melhor parte do episódio, ver esse Kelly, gostar da ação dele e sentir a sua dor quando viu a vida do menino ser mudada para sempre. 
A produção já havia informado que focariam um pouco mais no personagem do Kinney e eles estão fazendo isso com maestria.

Mais um elogio ao Taylor e ao Kelly Severide num momento que está sendo só de acertos para o personagem. Eles estão protagonizando os grandes momentos da quarta temporada. Em contrapartida passamos neste momento ao outro lado da história, já que um personagem só ou um ator só não pode carregar uma temporada inteira nas costas.
Vou contar um pequeno segredo a vocês: O primeiro fator a me fazer assisti Chicago Fire tem nome e sobrenome e este é Jesse Spencer, acompanho o ator desde quando ele era um médico em um show já cancelada e quando soube que ele faria uma série assinada pelo Dick Wolf não houve dúvidas que eu iria assistí-la também, E em momento algum eu fiquei arrependida dessa atitude, porém, para esse final de temporada o plot do Spencer é o que menos me motiva a assistir a série.

No 20, temos a continuidade da sua vida política e aqui, pela primeira vez, ele sente o real peso de seu cargo ao receber propina. Tudo bem que não sabemos ao certo quem pagou, pois ele logo chamou a corregedoria para solucionar o caso, todavia achei bem suspeito essa propina chegar justo no mesmo momento em que há uma consultora o rondando para que ele faça carreira no mundo político. O que nos resta é aguardar mais episódios desse plot desastroso a qual colocaram meu Tenente preferido. E, devo admitir,  não estou nem um pouco ansiosa para vê-lo adentrar mais neste mundo completamente novo para ele (e para nós).

Comentei na review passada que um plot que está chamando bastante atenção é o do Otis e da sua possível doença, seja lá qual ela for. Não houve grandes revelações neste episódio, apenas a preocupação transparecida nas atitudes do bombeiro e as desconfianças da Brett. Seja como for, reafirmo que se bem trabalhada, este será um dos plotw mais interessantes na história da série. Afinal, retratar uma doença de causas naturais, que não seja causada pela profissão do bombeiro e como ele e o quartel reagirá a isso pode ser sim bem interessante e surpreendedor.

Caro leitor, solicito suas desculpas pela demora na review e te convido a ler a próxima que não demorará tanto quanto está. Até mais.

Esse texto foi escrito por: Vittória Crispim
FACEBOOK: /SeriesEmFocoWeb
TWITTER: @SeriesEmFocoWeb
INSTAGRAM: @SeriesEmFocoWeb

Comentário(s)
0 Comentário(s)