Banshee - S04E05 - A Little Late to Grow a Pair

Por Alvaro Luiz Matos

9 de maio de 2016

SPOILERS ABAIXO
Bom galera, sinto que está começando a ficar difícil para falar de Banshee sem fazer algumas críticas, mas nem tudo está perdido. Vi muita gente desesperada com o rumo da série, algumas um pouco mais calmas depois desse episódio e outras tantas sem saber o que dizer da temporada.

Independente da forma que você pense, vou tentar argumentar com você os pontos prós e contras da temporada até aqui.

Vamos começar pelo o que já é de casa: A guerra dentro de Banshee e suas múltiplas facções. Comecei a pensar enquanto o episódio acontecia e percebi que apesar de termos plots soltos e em grande numero todos eles acabam se convergindo para um só objetivo: Limpar a cidade.

Repararam que esse episódio procurou unir todos os mini conflitos em um só maior. Kurt uniu Block ao núcleo combatente aos Nazis, Job colocou Hood a par da guerra que vem sendo construída por Carrie contra o Proctor, a própria Carrie no episódio anterior já tinha se ligado ao núcleo nazista ao invadir e destruir o deposito, Nina Cruz já desconfia de Carrie e já está na cola dela colocando Job a par dessa situação. Kurt e Maggie vivendo um caso ficou ainda mais perigoso agora que o pai da moça mexeu com o orgulho de Calvin dizendo que ela escolheu o irmão errado. Hood e Proctor já tinham suas diferenças e depois que o prefeito descobriu que ele tinha engravidado sua sobrinha não acho que a amizade tenha crescido.
Portanto se você estava preocupado com o que os roteiristas iriam fazer com esse tanto de arco solto, já sabe que eles estão destinados a convergir em uma única grande guerra onde a pancadaria vai rolar solta no melhor estilo Banshee de ser. O que, a meu ver, no final das contas vai ter valido apena.

Por outro lado, penso nesse culto que é responsável pela morte da Rebbeca e fico me perguntando qual é a relevância desse arco para a série em si e continuo sem achar uma resposta. A única coisa que me vem a cabeça é o fato de unir Proctor, Hood e Block em um mesmo ideal pela última vez na série, mas sinceramente isso é pouco. Vale insitir ainda que continuo achando esse plot com muita cara de 'True Blood' e enquanto víamos aquelas cenas na boate passei um tempo procurando para ver Eric sentado como o 'dono' do lugar com Pam ao seu lado. (Para quem ainda não sabe Allan Bal, produtor da série, também era responsável por True Blood, série sobre vampiros que passava na HBO - Pam e Eric eram talvez os personagens mais queridos desta outra série).

Vale comentar também o quão avulsa a Agente Dawson está na série. Sua única ligação no momento é com Hood e talvez role até um caso ali, mas alem disso me perco sobre o motivo de terem colocado-a na série.

E por fim, alguém mais ficou esperando que a cena em que Calvin mata seu sogro fosse apenas um pensamento dele? Desde que começou a temporada o vimos mantendo o controle físico enquanto sua mente desejava matar as pessoas a sua volta. Será que agora ele finalmente deixou seu verdadeiro eu sair e vai aprontar o terror na cidade? Só vendo para saber.

Esse texto foi escrito por: AlvaroLuizMatos
Comentário(s)
0 Comentário(s)