Orphan Black - S04E02 - Transgressive Border Crossing

Por Louren Mayara

23 de abril de 2016


SPOILERS BAIXO
Então, aqui estamos para mais uma review de Orphan Black, dessa vez fomos trazidos de volta ao presente e para a realidade, junto com nossa personagem principal, e centro de tudo nessa série, Sarah Manning. Não me entendam mal, o episódio passado teve Beth como centro, e foi sensacional, mas Sarah traz algo totalmente intenso e próprio para a atmosfera da série, um toque selvagem que se encaixa totalmente desde o visual até a sua personalidade. E falando em personalidade, espero que realmente Sarah tenha decidido que fugir não é mais uma saída aceitável, e espero que ela aceite ficar e lutar por sua família.

Família, sempre é um assunto complicado, e lógico que nessa situação não poderia ser diferente. Sarah, voltando para casa e tendo que se adequar a tudo que mudou na sua ausência, se torna mais uma vez um sofrimento para ela, além de Kira está, mais uma vez, sendo vítima da sua própria existência, também temos um Felix, que finalmente decidiu focar nele mesmo, não consigo culpá-lo por isso, ele sempre foi arrastado para uma história que não é dele e nunca questionou isso, sempre presente mas muitas vezes deixado de lado, eu realmente torço para que ele encontre o seu lugar e o seu significado, e já estou curiosa pelo desenrolar dessa história, não consigo imaginar a origem dele e mesmo assim não vejo como isso, de certa forma, não esteja ligado ao passado das clones.
Kendall e Mrs. S também voltaram para nós nesse episódio, e bem, nada mudou nelas, uma sempre pé no saco e a outra totalmente badass, nem precisa explicar qual é qual né? Então, estamos na quarta season e acompanhamos Cosima pulando de laboratório ao decorrer dos episódios, e agora nossa nerd tem seu próprio esconderijo secreto, junto com Scott, mas as coisas não estão indo "muito bem" como a própria gosta tanto de repetir, Cosima aparece fraca tanto fisicamente, quanto emocionalmente, o "desaparecimento" de Delphine, e de toda DYAD, é um assunto delicado que precisa ser esclarecido urgentemente, para o bem de Cosima, e lógico, para o meu também!

Estamos sendo arrastados para o mundo da Neovolução, e tomando consciência do quão isso é grandioso. A cada flashback sobre Beth ou aparição maluca da MK, ficamos sabendo um pouco mais sobre o assunto, se as coisas fazem sentindo até agora? Não! Mas os fatos vão sendo esclarecidos pouco a pouco. Voltando mais uma vez para a morte mais relembrada impossível, que é a de Beth, vimos a despedida dela, com Mika, mas ainda não sabemos o real motivo que levou ela a se matar, talvez isso seja mostrado no próximo episódio, já que Art está a um passo de descobrir e finalmente ter uma conclusão desse suicídio, conclusão essa, que todos nós também esperamos entender.
No lado fofo e dramático da história, acompanhamos uma Helena com seus problemas da gravidez, descobrindo que terá gêmeos idênticos! Mais dois seres idênticos nessa série, eu não aguento! Helena sempre rende momentos leves e cheios de uma estranha ternura, que é característica da personagem, sem falar na relação dela com Sarah, teve momento mais cheio de amor do que quando ela diszque tem que contar a novidade para sua sestra?!

Tô sentindo falta de uma trilha sonora mais marcante nos episódios, o que acontecia muito nas temporadas passadas e soma bastante para quem tá assistindo. Enfim, é isso leitores e até o próximo episódio!





Comentário(s)
0 Comentário(s)