Jane The Virgin - S02E14/15/16 - Chapter Thirty Six/ Chapter Thirty Seven/ Chapter Thirty Eight

Por Hanssés

12 de abril de 2016


SPOILERS ABAIXO:
O episódio já começa errado quando Jane quer liberar pro homem errado, sei que a maioria das vezes a perda da virgindade não com melhor parceiro do mundo, mas pra quem tinha um Rafael e agora tem o Michael é realmente desesperador. Jesus, “Janel” é o pior casal da tv americana, quem adia um jantar para começar ler? E o outro ainda aceita, não gasto quarenta minutos para isso, produção. 

Melhor drama do episódio foi o conflito entre Alba e Xiomara, gostaria que tivesse sido mais explorado como todo o conservadorismo de Alba refletiu profundamente da montagem de caráter de Xiomara, por mais que a mãe não quisesse dá um incentivo o qual a filha nunca precisou, basear toda uma criação nos “bons costumes” para depois descobrir que o a figura materna não cumpriu o que pregava é muito forte, beirando a hipocrisia. Nessa vibe de plots que deveriam ter sido mais investidos, Rafa sedutor poderia continuar mais episódios, foi bom de ver o “príncipe” tirando um atraso de mais de trinta episódios.

Melhores cenas dessa temporadas tem sido representadas pela grávida do ano, Petra, seu jeito socialmente atrapalhado amigável tem time perfeito. Já sabíamos que quando ela fosse parir seria hilário e lindo, mas a sequência de cenas salvaram o episódio de tal forma que voltei ficar feliz vendo Jane e me fez agradecer novamente por nascer homem e nunca ter que passar por trabalho de parto.
Os pais de Michael chegaram para minha alegria pra atrapalhar o casamento que sabemos que será um erro, porque Jane ora gosta de ora gosta de outro e sempre fica presa no "e se" e acaba trocando de parceiro, como os sogros podem acreditar que ela dessa vez ficará com o filho deles? E o casal não amoleceu nenhum um pouco, não que esse fato interfira no casamento, mas é sempre bom ver um conflito pressionando Jane e Michael juntos para que eles possam perceber que não há mais sintonia entre eles.

Adorei a maldição do Pablo, altamente incoerente com o mundo que vivemos, mas vindo de Alba acreditamos porque é um senhora e a gente respeita ainda mais com a queda de energia na casa toda e o principio de incêndio e gente Alba é uma ótima dançarina, por mais episódios dela saindo de casa.

Rogelio é super indiscreto e a sequestradora mega abestada porque em situações reais ambos estariam mortos ou mortos se a louca quisessem realmente eternizar o amor pelo ídolo com a cena de resgate mais flop da vida mais um plot desperdiçado.

Petra se mostrando a mãe do ano por não ter o menos tato e laço maternal com as gêmeas o que é até compreensível quando lembramos quem é mãe dela, mas não aceitável. Amo o jeito peculiar de Petra em pedir ajuda e suas reações são as melhores. Um pouco chocado com sua atitude em comprar a casa para Jane, pois não sei se faz parte de algum plano maquiavélico ou um ato de gratidão. 

Quanto drama por morar há 45 minutos da cidade, moro do outro lado da cidade no meu estado e não morro por isso, achei o plot mais sem cabimento da história.



Esse texto foi escrito por: Hanssés Anderson
Comentário(s)
0 Comentário(s)