Game Of Thrones - S06E01 - The Red Woman

Por Juliane Santana

26 de abril de 2016


SPOILERS ABAIXO:

Não dá para ter todas as respostas de uma vez só. Tudo acontecerá gradualmente.

Podemos começar a sexta temporada sem aquele peso nas costas por não ter lido algum livro e acabar sendo bombardeado por spoiler, pois ainda não existe um sexto livro! É difícil imaginar a série caminhando sozinha sem ter base na literatura, mas não duvido que isso interfirá muito na qualidade da série. George R.R. Martin sabe o público que conquistou e que a televisão acabou se tornando uma grande extensão de seu trabalho, a pressão para a perfeição é a mesma.

Agradeço a Game of Thrones por ter voltado e ido direto ao ponto, primeiras cenas e já estamos lidando novamente com a perda de Jon Snow. Todos os fãs (principalmente eu) querem logo um ponto final nessa história de vivo ou morto, porém Sor Davos o encontra e ainda não tomou nenhuma decisão em o que fazer com o corpo. Eu morri de medo de atearem fogo no Jon e eliminarem qualquer possibilidade da Melisandre fazer algo a respeito, mas pelo menos, por enquanto, nada aconteceu. A esperança do milagre continua, algo que não tire esse personagem do enredo e que mesmo assim se mantenha fiel a mitologia da série.

A escolha de não nos darem uma resposta logo de cara foi ótima em minha opinião, ouvi muitos amigos meus descreverem o episódio como “não aconteceu nada de interessante”, mas eu vejo com um olhar totalmente diferente. Em “The Red Woman” a série nos situou exatamente em o que aconteceu pós season finale, seja no núcleo da muralha ou em King’s Landing, tudo está acontecendo gradualmente e isso instiga ainda mais aquele sentimento “e agora, o que vai acontecer? ”.
Geralmente nas season première de Game Of Thrones, acabam abordando alguns pontos e deixando o restante para os próximos episódios, isso me revoltava bastante, tratando de um ou outro assunto da season finale, mas acredito que dessa vez o mais importante a sabermos foi devidamente citado. Jon Snow na muralha foi o primeiro a dar as caras, sossegando (ou não) o coração de milhares. Imagina se deixasse para o fim dar algum parecer sobre ele? E no decorrer pudemos ver Sansa, Arya, Daenerys, Cersei e Jaime, todos os pontos soltos da season finale com uma continuação e achei isso demais. Vibrei com as cenas da Sansa, Brienne salvadora da pátria, Theon sendo Theon e não Reek (Fedor) e nos deu uma ideia para onde eles podem ir agora.

Na cena em que vimos Arya pedindo moedas, a garota aparecendo e batendo nela com bastão dizendo “até amanhã”, foi uma boa forma de mostrar o início de seu treinamento como cega, podemos esperar futuras cenas parecidas com a época em que ela aprendeu a lutar junto com Syrio Forel.

Sobre Daenerys a única coisa que me decepcionou, e muito, foi Sor Jorah achar o anel no meio daquele mato todo. Como assim??? Que coisa mais improvável, tudo bem que em uma série cheia de magia e dragões não podemos cobrar muita realidade, mesmo assim achei ridícula a cena. Tira, corta, faz de novo. A próxima parada de Dany agora é em Vaes Dothrak, o templo de Dosh Khaleen e torcer para o Drogon encontrá-la e oferecer mais uma carona.
Em relação a Tyrion e Varys não teve nada de interessante além de confirmar que a população de Meereen está em fúria com sua Mhysa ter partido de lá em seu dragão, crescendo ainda mais a rejeição de seu governo, ou seja, imagina quantos novos seguidores dos Filhos da Harpia surgirão. Ah e deu para notar que com aqueles navios que a Dany havia conseguido não há como chegar em Westeros por um bom tempo.

Ainda bem que Cersei apareceu nesse episódio, graças a atriz maravilhosa Lena Heady é impossível não amar e odiá-la ao mesmo tempo. Ela recebendo Jaime e a notícia de que Myrcella não está mais entre nós foi de cortar o coração, mas para continuar com o clima mais “calmo” do episódio não foi possível vê-la arquitetando um plano de vingança nem nada parecido.

Ainda relacionada a isso, o núcleo de Dorne também teve seu espaço. Achei bem desnecessário, meio que só para preencher os 49 minutos, pois foram cenas bem “cruas” na minha visão e sem muito em o que acrescentar no cenário desse episódio. Okay, não temos mais o príncipe e as mulheres irão dominar tudo lá, mas pelo fato da série não ter tratado muito bem o enredo de Dorne, acho superficial tudo o que acontece por lá. Quem sabe mais para frente aparece algo com conteúdo para agregar aos dramas principais.
Bom, mesmo com tudo isso citado, a grande estrela do episódio foi a dona do título. Melisandre nos deixou curiosos com toda a mitologia da sacerdotisa, sua idade, seu poder e se é ela a que irá salvar Jon Snow ou se pelo menos irá ajudar Davos a sair vivo da muralha. Ela no momento é a dona de todas as respostas que esperamos e o fato dela aparecer no final como uma velhinha toda frágil deixou o público mil vezes mais intrigado.

Game of Thrones não decepcionou, conseguiu nos deixar ainda mais presos a série e voltou exatamente onde esperávamos. Daqui para frente só podemos esperar grandiosidades.

E você, o que achou? Deixe seu comentário abaixo e veja a promo do próximo episódio.

Esse texto foi escrito por: Juliane Santana

Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)