Chicago PD - S03E18 – Kasual with a K

Por Vittoria Crispim

1 de abril de 2016

SPOILERS ABAIXO

Antes de começar esta review, gostaria de me desculpar pelo falta e atraso nas reviews de Chicago PD. Não foi por desinteresse ou desleixo com a série, o Séries em Foco ou você leitor. E sim por falta de tempo dessa que vos fala. A vida real está um pouco corrida e conturbada, mas prometo a vocês que no final da temporada farei uma análise de tudo que rolou e não deixarei um único episódio em aberto.

Mais uma vez peço desculpa e te convido a acompanhar a review do episódio 18 do Distrito 21.

Depois de um longo hiatus, a série voltou na quarta passada com o episódio 18 e de começo pensei que havia me equivocado e estava assistindo a um episódio de Law & Order SVU, fiquei até esperando pelo toquinho “TanTan” da serie do Dick Wolf. O enredo é muito parecido com os casos que a Unidade de Vítimas Especiais trabalha e por conta disso teve até um citação sobre eles. E só isso já basta para que indique o episódio a vocês, mas vou falar, não foi um episódio que me prendeu os 43 minutos. Até teve momentos que divaguei pensando em outras coisas.

Um abrigo de mulheres agredidas é invadido e isso acarreta diversa situações que levam os detetives para vários lugares, seja na investigação ou em batalhas internas com eles mesmos. Ora o Antonio Dawson com sua costumeira revolta em se tratar de mulheres e crianças, ora o passado a Lindsay que mais uma vez volta para lembrá-la de onde veio, ora o desapontamento do Alvin Olinsky em entrevistar um dono de bar sobre uma das vítimas. Até então nada de novo em relação a esse personagens, mas aqui faço uma ressalva sobre o Elias Koteas: que ator maravilhoso, expressivo, apesar da pouca aparição na série (na atual temporada) suas feições já bastam para dar curso em um episódio e matar um pouco a falta que o ator está fazendo sem um SL.


Eu sei que às vezes tenho algumas preferências sobre os detetives e policiais, que vão variando conforme os episódios ou a saudade que estou do ator em cena, e deixo isso claro aqui, mas dentre todas elas, há uma que nunca muda: o sargento Voight é o que mais me encanta, o que mais gosto de ver em ação. O cara é imbatível e todo episódio carregado do Sargento me agradam muitíssimo. Episódios com o personagem do Jason Beghe dando tudo de si é o que deixa a série sempre um nível acima das outras do mesmo gênero. O Sargento é o diferencial de Chicago PD.

Sendo assim, gostaria de saber aonde está a solicitação para o cancelamento de Chicago Justice. Não será possívela aguentar uma série que barra o poder que o Voight tem sobre a cidade o tempo todo. Quero o Sargento quebrando portas, batendo na cara de bandido mesmo e deixando eles na gaiola dos fundos do distrito para pensar no que fizeram de errado. Até admito que fiquei bem satisfeita com o discurso do sargento referente a estatueta da justiça, mas mesmo assim quero saber aonde está a solicitação para o cancelamento. Pois prevejo que Voight não se deixará intimidar por um promotor e que isso vai trazer muitos problemas ao chefe da inteligência. Registro minha indignação desde já sobre esse assunto.

Nenhuma das partes cômicas, se é que podemos chamar assim aquela presepada de investigação do Roman e da Burgess, me fez rir como o Ainge com medo do Hank Voight. O dono do bar estava todo cheio de si em falar que ele seria a causa de aposentadoria do Sargento e na primeira engrossada do Voight o infeliz me quebra um copo de medo. Fala sério, né? De todos os bandidos barra pesada que o Hank já teve, esse foi o mais medroso. No mínimo, foi muito cômico ver o Voight expulsar mais um traste de sua cidade. E sim, a cidade é do Voight!


Foi hilário e coloco isso como o ponto cômico do episódio e não a investigação dos policiais sobre o aplicativo que dá nome ao episódio e coloca uma referência ao nosso país com uma modelo brasileira chamada Esperanza Ricupero. Oi?! Se tivessem falado Esperança da Silva nem questionava, mas Esperanza Ricupero? Erraram o país, produção. 
Não agradou e digo que foi bem dispensável para o episódio.

Não há uma coisa que irrita mais que um triângulo amoroso e parece que a franquia Chicago vai investir pesado neste assunto. Gente, isso é tão arcaico. Tem tantas outras formas de trazer desavenças e reviravoltas a um casal, tantas outras SL criativas e me vão colocar triângulo amorosos? Ah brincadeira, não?

Adoro a amizade da Burgess com seu parceiros, seja a época do Atwater ou a do Roman agora, mas colocar o Roman para abalar a vida sentimental da Kim é desprezar o potencial do policial. Usem outra SL, façam o Roman valer a pena. O personagem é bem montado, é carismático, caiu na graça do fandom, então por favor, não o coloquem pra prestar o papel de terceiro e acabar de escanteio na história. Deem um SL digna ao garoto, por favor.


Gostaria de saber se alguém teria coragem de ser informante de Antonio Dawson? Sério, o cara não sabe lidar muito bem com eles. E não, não é a primeira vez que aparece um informante do Dawson. Me surpreende que ele ainda tenha informantes. Ver o Antonio rasgando aquele dólar cujo valor nem sei quanto era, me fez querer ir pra Chicago só pra informar para ele o quanto o dólar está caro. Para de rasgar dinheiro, doido!

Veja bem, senhoras e senhores, a produção nos agraciou com uma conversa de Linstead. Parece que faz anos que não vemos esses dois juntos. Foi pouco e deixou um gosto de quero mais, porém nós vimos um pouco do casal ascensão de CPD neste episódio e deu (ou não) para matar um pouquinho a saudade shipper que estávamos deles.

Há um mês eu reclamava de algumas coisas na escrita de PD e apesar do episódio 18 ter sido um bom episódio temos os mesmos problemas aqui. Alguns personagens continuam esquecidos; praticamente todos os que não citei na review não tiveram sequer meia dúzias de falas no episódio, falta de continuidade; problema constante de uns tempos pra cá e SL esquecidas. Acho que está na hora da produção rever essas coisas e arrumá-las o quanto antes. Vamos torcer para que seja um problema de terceiras temporadas.

Até a próxima review, leitores.

Esse texto foi escrito por: Vittória Crispim
FACEBOOK: /SeriesEmFocoWeb
TWITTER: @SeriesEmFocoWeb
INSTAGRAM: @SeriesEmFocoWeb

Comentário(s)
0 Comentário(s)