How To Get Away With Murder - S02E12 - It's a Trap

Por Hanssés

5 de março de 2016

SPOILERS ABAIXO:

Quero começar este texto com a revelação que salvou este episódio e me chocou em saber que "WeSemgraça" é ex-matador. Quem diria que o personagem mais sem necessidade da trama me deixaria curioso sobre sua infância e mais ainda em saber que ele é o assassino de sua mãe, o que nos levar a crer que ele tem algum distúrbio mental que bloqueou essas memórias ou ele é apenas um covarde que preferiu não lembrar que a morte de sua mãe não foi um suicídio. Posso está sendo um pouco rude com o estudante, mas convenhamos que não há possibilidade de sentir algum apreço por esse moço. Antes desse momento maravilhoso não temos muito do que se alegrar já que essa segunda parte da temporada está um pouco lenta para nosso gosto exigente e sedento por porrada e confusão.

Alguém pode me explicar por qual motivo, causa, circunstância ou razão inventaram um casal entre Laurel e Wes? Sério, por favor alguma alma solidária me explique qual universo os dois como casa algo à série, ou pelo menos poderia acrescentar, já que graças aos deuses roteiristas esse plot não passou de cinco minutos, o que me faz acreditar que foi uma medida (péssima) de preencher tempo de tela. 

Gente, não aguento mais a solução do caso Hapstall não ter um fim, ainda mais por está demasiadamente cansativo olhar para cara de Caleb e Catherine. Suas histórias individuais já perderam sentido, não há menor possibilidade de futuros plots com os irmãos causar algum impacto à história pela falta de carisma dos personagens e também de empatia que ambos tiveram toda a temporada: Philip então que esperava ser "mega evil" só fez figuração de luxo e agora fica brincando de "garoto do e-mail"

Considerações finais: bom ver Annalise dando uns pegas no Nate porque conseguimos ver que a atriz Titia Viola não parece muito confortável nas cenas lésbicas.

Esse texto foi escrito por: Hanssés Anderson
Comentário(s)
0 Comentário(s)