Faking It - S03E03 - Karmygeddon

Por Ana Clara Rodrigues

1 de abril de 2016

                                                               SPOILERS ABAIXO: 


Karmygeddon foi o nome do terceiro episódio da terceira temporada de Faking it. Eu não sei como definir, ao certo, uma reação e emoção exata do que eu senti ao terminar os pouquíssimos 20 min de episódio. Tivemos debates fortes e pontos importantíssimos.

Bem, começamos com um vídeo bem constrangedor de Karma que foi postado por Amy e Lauren. Eu realmente achei bem “Meangirls” essa ação e ficou claro que Cooper está manipulando-a para desprezar e machucar Karma – dizendo que ela beijou Zita com consciência e porque quis. Fazendo Amy se machucar mais e mais e acabar sendo persuadida pela irmã. Eu gosto da amizade das duas, mas não quando há manipulação dos pensamentos e muito menos, quando fere a ruivinha. Falando nela, é nítido que ela se sente vulnerável e magoada, porém não transparece isso a ninguém – com exceção, sim, da sua (ex) melhor amiga, Amy, que ela mesma vai tirar satisfação e sai da discussão mais devastada e com raiva; vingança – pois, mais uma vez, Lauren manipulou Amy para não sentir pena de sua amiga, alegando que ela é tóxica e manipuladora.
A reação de Karma foi maior: a ruiva rebate com a publicação do diário de Amy pela escola toda, o que casou agitação e fofoca por todos os cantos. Amy apenas absorve mais raiva e repúdio – afastando-se mais. As duas tem um mini enfrentamento verbal e Karma acaba sendo punida, com detenção, por seus atos. Além disso, o namorado, entediante e politicamente certo e paz e amor, de Karma lhe da uma lição de moral e diz que ela não é assim. Isso acarreta em uma super entrevista para o Jornal escolar de Karma – onde a ruivinha tenta criar uma maquiagem nos seus atos. Mas o que importa foi que a entrevistadora colocou-a entre as paredes ao perguntar se Karma é apaixonada por Amy. E, para a surpresa de todos, ela hesita ao responder! Sim, vou repetir: ela hesita. Bem, obviamente que ela respondeu não, para disfarçar e perdeu a paciência – saindo, então, da entrevista. Percebemos que há chances para Karmy e que, sim, Karma tem sentimentos implícitos pela loirinha, além da amizade.

Entre as cenas fantásticas de Karmy, tivemos outras bem gostosas de assistir: Lauren x Shane e Liam x Amy. Eu adoro quando Shane e Lauren ficam juntos, pois, até, como a própria Amy alegou, eles são destinados a serem melhores amigos. Eu gosto, apesar de tudo, do Liam e as suas cenas com a Amy são bem divertidas e até, em alguns momentos, importantes! Tivemos uma pequena cena onde Liam foi afirmar à Karma que não sente nada por ela – claramente é mentira, pois ele e Amy são idênticos quando o assunto é essa mulher; os dois são apaixonados por ela, de certa forma – e o ruivo rebate dizendo, de forma irônica, que está muito feliz por todos estarem superados dela.
Por fim, temos a cena, a meu ver, mais importante de todas e bem emocionante, também. Amy acaba tendo uma briga com o namorado de Karma e diz que ele precisa contar a ela que a traiu. E foi quando Karma aparece. Resumindo: a loirinha defendeu a sua amiga do coração, e amor da sua vida, e a ruivinha deu um tapa metafórico e verbal para o seu EX-NAMORADO. Bem, depois disso, Amy acaba sendo obrigada a ajudar Karma na detenção e as duas conseguem finalmente conversar em paz. 

E foi ao som de “Girls Just Wanna Have Fun” – que foi a musica do primeiro beijo delas no primeiro episódio da série – que Amy afirma que não está superada dela e que provavelmente nunca irá supera-la e Karma rebate dizendo que ela quer, no fundo, que Amy seja apaixonada por ela; que não a supere porque é um sentimento gostoso e de conforto. E as duas terminam esse diálogo, afirmando que não sabem como acertar a amizade porque Karma não sabe como não machuca-la (pois Amy está apaixonada por ela e isso a machuca muito, pois “não é correspondido”) e Amy apenas afirma que também não sabe como elas voltarão a serem melhores amigas.
Bem, eu realmente amei esse episódio. E fica mais claro que as duas se amam e não conseguem, e não podem ficar separadas. E que, sim, Karma sente algo que ainda não é nítido por Amy e ainda alegou que quer que a loirinha fique apaixonada por ela porque é uma boa sensação - mesmo sendo egoísta. Queridos, devo realçar que ela nunca disse isso pra nenhuma outra pessoa. Ou seja, a ruivinha realmente a ama. Porém, está confusa. E aquele beijo da piscina, então, não foi apenas o álcool. Foi muito mais que isso. Estou ansiosíssima para desenrolá-lo dessa temporada! Até a próxima, gente.


Esse texto foi escrito por: Ana Clara Rodrigues

Comentário(s)
0 Comentário(s)