Damien - S01E03 - The Deliverer

Por Alvaro Luiz Matos

27 de março de 2016

SPOILERS ABAIXO
Queria antes de tudo começar falando sobre o cenário da série, maioria dela acontece, ou a parte mais importante, à noite, no clima dark, em cenários repletos de down, e os lances que acontecem à luz do dia sempre são tensos, como o funeral da Kelly, o dia em que ele conheceu sua fiel protetora Ann, e no campo de guerra em damasco onde a senhora o mostrou que ele é algo a mais. Não sei se repararam isso, passem a perceber! Detalhe para abertura, amo!

Aquele detetive Shay, coitado, não tá sabendo no que se meteu. De primeira pensei que ele também passaria dessa para melhor, mas Damien, Ann e ele foram vistos juntos, logo, descartando essa ideia. A ideia de o assassinato do Professor, pelos cachorros e do moço que estava tentando deter Damien o intrigou... O dele está na reta e o cachorro já ta de olho!
Ann continua mostrando a ele o porquê dos acontecimentos desde cedo na sua vida, até citou a governante, Sra Baylock, que a conheceu quando criança. Ann, como desde o começo, explicou que ficou a distância, guiando-o, mais do que nunca, claro  que existe uma quantidade significativa de pessoas querendo proteger e destruir (onde a igreja não sabe dividir o poder dela com ninguém). Eu estou ficando fascinada por essa mulher, gente, juro! como ela manipula, como ela tem a lábia... ainda tem muita coisa que vai apresentar para gente. E então somos apresentados a outros seguidores de Damien e nos mostra que o plano para ele é para já, urgente!

A Série agora passa a ter bem definidos dois núcleos, o que até episódios passados não víamos. Simone, irmã de Kelly e o amigo, que estão também buscando a verdade. Missão: Cumprir a vontade de Deus para providenciar a segunda volta de Cristo.


O que vi sobre a série nesse episódio? Mais referências à bíblia, referindo-se a Abraão, tentando sacrificar o filho Isaac, dando referência ao pai tentando matá-lo. Um Damien que continua perdido, cheio de perguntas e buscando respostas, mas encontrando apenas morte por onde vai. Além de começar a ficar muito dramático, isso me incomodou demais! E por final uma paixão doentia que Ann criou pelo moço, possessão, ou chame também de neurose, a ponto de fazer qualquer coisa para ficar perto dele.

Esse texto foi escrito por: Poliana Apolinário
Comentário(s)
0 Comentário(s)