Chicago Fire - S04E15 - Bad For The Soul

Por Vittoria Crispim

22 de fevereiro de 2016

SPOILERS ABAIXO
Minha mãe sempre me diz "Vittória, não cante vitórias antes do tempo" e eu nunca aprendo. Acho que falei cedo demais que Chicago Fire encontrou o seu caminho e caminha lindamente por terrenos sólidos e firmes, vejo agora que deveria ter esperado mais um episódio para fazer tal declaração.

Concordo que Bad for the Soul não foi de todo ruim, porém, de longe, também não foi um episódio como os últimos apresentado.Tivemos 43 minutos de uma trama que não saia do lugar, ora a história de candidatura do Casey ora a história do Cruz e Severide com o batalhão 21. Não sei quanto a vocês, mas à mim, nenhuma das alternativas como storyline do episódio realmente agradou e o que agradou não teve o destaque que merecia, sendo assim, vou primeiro ao que agradou:

Brett e Jimmy saindo do caminhão e indo para a ambulância. Tá certo que não tenho uma opinião formada ainda sobre o novato, ele é bom e até gosto dele mas ainda não virou indispensável na série, entretanto gostei bastante de o colocarem na ambulância para trabalhar com a Silvie, achei a menina uma azarada por após confessar sua paixonite pelo bombeiro ser forçada a trabalhar dia e noite ao lado dele. Coitada, senti a vergonha que ela passou ao tentar se explicar para o candidato a bombeiro, se pudesse dar uma conselho a ela seria: "Brett, não fale demais antes do tempo".
A saída do Jimmy trouxe cara nova para o caminhão e pela breve apresentação, não tenho muito o que falar sobre Stella Kidd, sabemos que a nova bombeira da casa é amiga da Dawson de outras épocas e ela até parece ser gente boa, mas os últimos que entraram já causaram tantos problemas ao 51 que tenho meu pé atrás com caras novas no batalhão. Fora que ela e Severide possuem um segredo, creio que iremos descobrir no próximo episódio, mas duvido muito que Kidd foi uma das conquistas amorosas do tenentes, não vejo motivos para isso ser o segredo, levando em conta o histórico pequeno do Kelly sobre suas conquistas amorosas.

Kelly Severide e seus amigos problemáticos, gostaria de saber até quando veremos Kelly quase se dando mal por seus amigos de profissão. Após um resgate, Joe Cruz, o novato do esquadrão, percebeu que um bombeiro do batalhão 21 estava mentindo sobre o treinamento que colocou o outro da casa 21 em coma. O bombeiro mentiroso: amigo do Kelly, resultado: Kelly meteu o bedelho e o chefe do outro batalhão foi reclamar com o Boden.

Tá certo que foi bacana ver o Severide dando ouvido a seu subordinado e Boden dando ouvido ao Severide sobre como proceder em relação ao caso, mas usar Severide como bode expiatório já deum mesmo que tentasse mostrar a maturidade do tenente ao ouvir o Joe em relação ao amigo, não agradou e não lembrou em nada o caso antigo de quando Severide quase saiu no braço com o Otis por outro amigo problemático. Só ficou claro que Severide deve rever seu círculo de amigos. Que fosse um bombeiro qualquer se envolvendo em uma confusão qualquer.
Stella Kidd não foi a única cara nova em Chicago Fire, tivemos mais dois personagens que entraram para "ajudar" na campanha do Vereador Casey, não gostei de nenhum deles,
se pudéssemos fazer uma aposta aqui, gostaria de saber: Vocês dão quanto tempo pro Casey começar a se dar mal? Não dou 20 minutos do próximo episódio. Façam suas apostas.

Duas caras novas, dois aproveitadores de pior espécie para se aproveitar da imaturidade política do tenente do caminhão. O primeiro leva o tenente pra se apresentar aos chefes de gangues de Chicago, o segundo já cobra os serviços que fará para Casey vencer a concorrência contra o Becks. Queria que não tivesse conseguido as assinaturas. Mas vamos lá, agora temos um candidato para eleger.
Ah tenente, saia dessa vida enquanto é tempo!

Por último, gostaria de fazer um rápido comentário sobre as referências feitas a Peter Mills. Já é comum para os fãs da série essas referências, mas achei forçado pegar dois casos do Mills em um único episodio, poderiam ter deixado um deles como referência pra um futuro.

O episódio quinze da franquia não é um dos piores não, mas é bem dispensável para essa temporada, seja pela plot do Casey, que só apresentou ate agora o que já sabíamos seja pela apresentação dos novos personagens ou sobre o plot Severide e Joe Cruz que começou aqui e terminou aqui. Recomendo que assistam mais pela Silvie Brett e Jimmy do que pelos arcos principais.

PS. Gostaria de uma rápida explicação de o porque a história do Jimmy sair do caminhão para a ambulância não aconteceu quando a Dawson era uma novato? Teria resolvido o problema de muita gente, ela voltaria para a ambulância e nos pouparia uma temporada inteira de sofrimento Dawsey. E não, ainda não perdoei a produção pelo desastre do relacionamento de Dawsey da terceira temporada, e sim, ainda tenho esperanças da Dawson de volta a ambulância.

Esse texto foi escrito por: Vittória Crispim
FACEBOOK: /SeriesEmFocoWeb
TWITTER: @SeriesEmFocoWeb
INSTAGRAM: @SeriesEmFocoWeb

Comentário(s)
0 Comentário(s)