The Big Bang Theory - S09E11 - The Opening night excitation

Por Bruno Ganem

22 de dezembro de 2015


                                                           SPOILERS ABAIXO:
Após anos de espera finalmente assistimos o episódio mais esperado de The Big Bang Theory, e por ser um momento aguardadíssimo, a expectativa era de que tudo fosse perfeitamente executado, como a série anda se superando em todos os aspectos, não teve erro, vimos algo memorável, belíssimo, muito simbólico e acima de tudo, nostálgico - pois em vinte minutos conseguiram transitar por todos os universos que cercam a série. 

A premissa do episódio foi simples e perfeita, contextualizaram o novo Star Wars com o aniversário da Amy, e a ideia de investir nas emoções dos personagens perante esse dia foi outro acerto, todo o dilema de Sheldon - se ele deveria ver o o filme ou curtir o dia com a Amy - em detrimento com a euforia de Leonard, Raj e Howard foi muito legal e engraçado, me fez até lembrar da época das estreias de Harry Potter.
Para se ter uma ideia do acontecimento que foi esse episódio, Sheldon simplesmente abdicou de Star Wars para se dedicar a Amy, isso há duas temporadas era inimaginável. Vale lembrar o quão legal é ver ele e Arthur em cena, impossível não ficar estasiado com atuações tão boas.

Outra sacada fantástica da série, foi em conduzir Sheldon até Penny e Bernadete, a cena em que ele sugeriu as ideias de aniversário para a Amy foram hilárias, quando ele falou da ideia do coito então...

Foi inevitável, também, não sorrir de orelha a orelha com Sheldon e Amy, a química do casal é fantástica, a cena deles na sala e na cama foram de uma delicadeza e beleza sem precedentes, não é a toa que The Big Bang é a principal comédia da atualidade. 

Para coroar o episódio nota dez, tivemos um roteiro também afiadíssimo, utilizar as mesmas falas para descrever a cena do cinema quanto a da casa de Amy foi mais um acerto. Parabéns aos envolvidos, que coisa maravilhosa que é essa série!



Esse texto foi escrito por: brunoganem
Comentário(s)
0 Comentário(s)