Into the Badlands - S01E4 - Two Tigers Subdue Dragon

Por Alvaro Luiz Matos

8 de dezembro de 2015

SPOILERS ABAIXO
Impressionante o quanto todos sabem de tudo o tempo todo e escondiam isso apenas por esconder.

Por exemplo, como a Baronesa sabia que seu filho dormia com Jade desde o início e nunca comentou com ela e com o Barão? Você, assim como eu, deve ter se feito essa pergunta no momento da cena, mas depois de pensar um pouco descobriu que a resposta é bastante simples, a Baronesa ainda defendia muito seu filho como merecedor de ser um Baron e esse segredo, se revelado, poderia prejudicar Ryder aos olhos de seu pai, no entanto agora ela não se vê mais nesse dever e resolveu utilizar essa “carta na manga” para dar pelo menos um susto na bela menina. Outro que também me surpreendeu em dizer que sabe do pequeno romance entre Jade e Ryder quando ambos eram crianças é o próprio Quinn, o que me chamou muito atenção, pois se eu soubesse de algo assim no mínimo ia pedir a alguém que a vigiasse e logo ele estaria ciente da traição, não acham? Até aqui esse é o único furo de roteiro que me incomodou um pouco, mas vamos em frente sem lamentações.

Tem algo grande pronto para acontece e eu no lugar de Sunny aproveitaria essa guerra que está por vir para planejar o melhor jeito de sumir. Os ânimos estão exaltados, as batalhas mais constantes, seu barão enlouquecido e com um câncer na cabeça, Ryder planejando com o inimigo para tomar o lugar de seu pai e todos os fatores que levam a uma grande guerra só favorecem que Sunny suma sem que alguém perceba.
Falando em guerra, é claro que não faltou luta no episódio. Motivados pela raiva vinda de outras gerações e acentuada pelo plano de Windon, Quinn e Jacobee se enfrentaram em mais uma ótima luta entre Barons onde, em meio a tantas boas cenas, o destaque ficou para MK e Tilda. Esses dois garotos possuem uma tensão sexual muito grande dando origem a um amor forte entre eles, amor esse que salvou a vida da garota após MK se transformar e atacá-la com toda aquela força – foi lindo vê-lo se controlando por ela.

E esse só não foi o melhor momento do episódio, porque tivemos uma sequência arrasadora depois disso. Não sei vocês, mas esse golpe dado por Windon acabou me surpreendendo bastante, pois desde o último episódio eu venho imaginando que ela estivesse bem enfraquecida com essa equipe pequena que comanda, mas aqui ela deu demonstrações de força muito maiores do que eu imaginava.

E enfim conhecemos o River King que a primeira vista pareceu ser uma figura enigmática, gosto muito desse tipo de ambientação e de personagens mais “figurões” como ele, problema foi o acordo que ele ofereceu a Sunny, para permitir a sua fuga, que envolve entregar a ele a cabeça do MK em uma bandeja.  Fico me perguntando o que ele irá fazer para conseguir um acordo melhor, pois não acredito que o Clipper entregará o menino ao “Rei do Rio”.

Só para encerrar (e eu não poderia encerrar sem falar disso), o plot envolvendo Windon vem mostrando bastante do poder feminino e tentando enfrentar algumas barreiras com diversas analogias, fico feliz quando vejo esse tipo de abordagem até mesmo quando se trata de uma série fantasiosa como Into The Badlands.

Esse texto foi escrito por: AlvaroLuizMatos
Comentário(s)
0 Comentário(s)