Chicago Fire - S04E07 - Sharp Elbows

Por Vittoria Crispim

2 de dezembro de 2015

SPOILERS ABAIXO
Quando falamos em Chicago Fire, em problemas de Chicago Fire, logo penso que serão resolvidos da melhor forma Fire de ser, entretanto na temporada atual, nosso querido Derek Haas (que eu, gentilmente, o apelidei de Derek Dumal Haas) nos trouxe um problema que nunca há solução, e de lá pra cá só se acrescenta mais capítulos. O nome do problema é: Comandante Riddle e toda sua corja, incluindo o Capitão Patterson.

Até aqui vimos o Comandante fazer de tudo para alavancar sua carreira as custa do batalhão 51. Primeiro como bom moço e agora, ao que aparenta, usando toda a sua artilharia e poder para infernizar o quartel e o Chief Boden. E no episódio vimos o Boden ser acusado de agressão e invasão, e minha esperança era que Fire iria ser Fire e resolver o plot no episodio mesmo, porém mesmo com a chegada do Voight (como eu amo esse homem) o episódio choveu no molhado e nada foi resolvido. Apenas a Dawson, que na melhor versão de mulher macho sim senhô, mostrou toda a nossa indignação com o Riddle (e o Patterson) a todo o batalhão e a quem mais quisesse ver.

E se a performance da Dawson contra o Riddle e o Patterson nos encheu os olhos, o que podemos falar sobre Severide, que mesmo sendo injustiçado desde o começo da temporada tomou a melhor decisão com a bomba que o Benny Severide colocou em seu colo para detonar o Patterson? Severide nos enchendo de orgulho. Ele poderia muito bem ter usado contra o Capitão e ter tirado esse carrapato de uma vez por todas da sua bota (e da bota de todo o fandom de Fire! Tudo bem vai, Sevelindo. Nós te perdoamos, a sua atitude foi a melhor do episódio). E ah, eu coloco as minhas fichas na mesa que essa atitude do Severide que vai fazer com que o Patterson se converta dos seus maus caminhos e ajude o batalhão 51 contra o Comandante Riddle.

Outro ponto positivo foi o Cruz tentando resgatar o Freddie das gangues, apesar de achar muito arriscado para o nosso bombeiro, Cruz mostra mais uma vez que é o herói que queremos ver e ajuda o ex-amigo de gangue do irmão. Que dê certo para o Freddie, assim como deu para o caçula Cruz.

Só eu achei desnecessário o Otis chamando a Sylvie pra sair e ela aceitando? Ta certo que a parte cômica do episódio ficou a cargo dele ao pedir a benção para o Cruz, mas foi sem necessidade. Não queremos a Sylvie envolvida com qualquer outro do batalhão que não seja nosso lindo Tenente (e não aceito o ex-tenente) Severide.

De tenente pra tenente passamos para Casey, que apesar de não ter tido tanto destaque no episódio, estava nos pontos certos. Ele foi de repreender o Otis a salvar o Chefe Boden no baile de gala. ~E eu como Dawsey assumida posso falar que vibrei ao vê-lo enfrentando o Patterson pela Dawson. Casey é muito fofo ;) ~

Ps.: Família 51 reunida no final do episodio foi lindo.
Ps.2: A atitude do Boden no baile ainda vai render mais problemas ao batalhão.

Esse texto foi escrito por: Vittória Crispim
FACEBOOK: /SeriesEmFocoWeb
TWITTER: @SeriesEmFocoWeb
INSTAGRAM: @SeriesEmFocoWeb
Comentário(s)
0 Comentário(s)