Arrow - S04E09 – Dark Waters

Por Ana Clara Rodrigues

15 de dezembro de 2015


SPOILERS ABAIXO:
Eu demorei um pouco para pensar no que escrever sobre esse episódio.

"Dark Waters" foi o último episódio antes do hiato, até o finalzinho de janeiro, de Arrow, e fechamos com um especial de natal onde nos deparamos com risos, choros, casais fofos, uma proposta linda de Olicity e sangue, sangue e choro. Posso afirmar que foi um dos melhores episódios até agora?!

Começamos o desenrolar desse episódio com um confronto direto entre Oliver e seu rival. Damian não fica muito feliz com sua exposição e ameaças diante da cidade, e isso resulta em um primeiro ataque, inofensivo, já nos primeiros minutos. Os nossos heróis permaneceram com calma e ajudaram a todos, como sempre.

Malcolm está preocupado com Thea, porque foi procurar sobre a cura de sua filha e descobriu que não tem a ver com o poço de Lázaro, o que será então? Obviamente está ligado ao Damian, mas provavelmente é algo desconhecido e mágico que ainda não temos contato.

Logo nos deparamos com uma festa belíssima e animada, fiquei feliz com o novo casal, Lance e Donna, curtindo e dançando na festa e obviamente com o momento engraçado da Felicity percebendo o que estava ocorrendo. Os poucos minutos de calma foram interrompidos com a invasão de Darhk. Foi, sem dúvidas, uma retaliação brutal e que levou os nossos corações a bater mais forte. O vilão sequestrou os mais queridos amigos, e amores, de Ollie, que não pensou em nada além de se entregar em troca da vida de seus amados. Eu fiquei muito agonizada com esses momentos e posso afirmar que foram extremamente bem escritos e preparados, conseguimos ver o desespero de Queen, principalmente quando o assunto era Felicity, algo que eu achei interessante, foram os próprios aliados de Damian desgostando de seus atos e questionando-os.
Tivemos um momento lindo e amoroso entre Felicity e Ollie, eu percebi que eles realmente amadureceram muito como pessoas e principalmente como um casal, ela diz claramente que o ama e foi recíproco. O segundo momento mais sufocante foi sem dúvidas quando Darhk prende Thea, Diggle e Felicity e os prepara para a morte diante dos olhos de Oliver e, para nos dar um pouco de ar, finalmente Laurel e Malcolm chegam para salvar todos. Percebi algo que me interessou: O momento entre Malcolm e Damian... Vocês viram que o querido pai do ano estava testando Darhk? Ele provavelmente queria desvendar o porquê de Thea estar curada, e quase morreu por isso, bem, vimos o lugar explodir, porém o vilão recitou umas palavras (em árabe?) e sobreviveu, obviamente.

Damian e seus aliados mencionam algo de fase quatro? Eu não entendi nada. E era no meio de um milharal. Gente, que nervoso. O que eles vão fazer?! Provavelmente, pra mim, aquilo é um disfarce para algo muito mais profundo e maléfico.

Terminamos o episódio com dois momentos: um lindo e outro desesperador. Um Paradoxo. O pedido de casamento de Olicity foi belíssimo, puro, sincero e simples. Os últimos minutos foram do casal no carro e me lembrou, sim, da morte de Moura- quando o carro da família Queen é atacado, e foi justamente o que ocorreu: Damian atacou, novamente, o casal e fechamos com uma possível morte de Felicity.
Eu não sei o que dizer. Mas acho que não é ela quem morre, minha teoria é que quem está no caixão ou é realmente um amigo de Ollie ou é um disfarce para não pôr a vida de Felicity em risco e forjar uma morte.

Voltamos em janeiro com um lendário episódio que vocês podem conferir a preview, aqui:

     


Esse texto foi escrito por: Ana Clara Rodrigues
Comentário(s)
0 Comentário(s)