The Big Bang Theory - S09E09 - The Platonic Permutation

Por Bruno Ganem

23 de novembro de 2015

SPOILERS ABAIXO
Nos resta apenas aplaudir The Big Bang theory

Quando a série do Chuck Lorre começou a mesclar humor e momentos dramáticos muita gente torceu o nariz, mas a busca de novas narrativas para uma obra que demonstrava condições plenas de ficar muitos anos no ar era uma necessidade visível, e por mais que essa dose tenha sido um pouco excedida na 7° temporada e desaparecido na 8°, parece que dessa vez encontraram a medida certa, pois em questão de minutos fomos da crise de risos ao choro.

Destaco logo a atuação de todos os atores, da convincente atuação de Simon Helberg, que deu efusividade ao Howard após conhecer um dos seus ídolos, e também destaco Kaley Cuoco e Johnny Galecki, que conseguiram dar o equilíbrio ideal aos personagens Penny e Leonard. E para Jim Parsons e especialmente Mayim Bialik, que deram um verdadeiro espetáculo de atuação. Dois atores absurdamente geniais.

Vale destacar também a volta da namorada do Raj, que foi novamente muito discreta, assim como o próprio Raj! Que ficou de escanteio (de novo). Outra pessoa que ficou distante no episódio foi Bernadete, apareceu em breves momentos e sumiu, dando a entender que todo o plot foi criado para promover o encontro do Howard com o bilionário empresário Elon Musk, que por sinal tem um espírito muito mais caridoso que o do Howie.

Um dos grandes momentos da temporada (sem dúvida), foi quando Leonard resolveu se punir por ter lido sem permissão o diário de Penny, se orgulhou tanto de conhecer profundamente a loira que acabou se dando mal. E vai ser muito difícil esquecer da cena em que ele usa uma lingerie laranja cenoura para pedir desculpas para a amada, na mesma hora lembrei do Mohamad, da primeira edição do Masterchef Brasil - quando o mesmo chamou um de seus pratos de sex carrots. Além disso, o desfecho foi espetacular, ninguém disse sequer uma palavra, apenas umas caras e bocas e pronto! Mais uma cena memorável de The Big Bang Theory.
Para encerrar, falo da reaproximação de Amy e Sheldon, foi um prazer ver os dois juntos novamente, e os showrunners fizeram questão de colocar um pouco de tudo no episódio, foi indescritível ver os dois brincando de atuar. 

Vale pontuar o quanto os personagens amadureceram, até a estranheza típica da dupla que nos acompanham desde a 5° temporada adquiriu um novo tom. TBBT é muito mais do que apenas uma sitcon.

Comentário(s)
0 Comentário(s)