Jessica Jones - S01E03 - AKA It's Called Whiskey

Por Alvaro Luiz Matos

23 de novembro de 2015

SPOILERS ABAIXO
Uma coisa que se aprende vendo filmes e séries é que não se deve provocar o vilão dizendo que ele é desprezível, isso nunca dá certo.

Se, desde o primeiro episódio venho batendo na tecla do quão angustiante essa trama tem se desenrolado, agora chegamos ao ápice (até aqui) no momento em que Trish fez o favor de provocar o vilão descumprindo os conselhos de Jessica Jones. Foi um momento em que meu coração começou bater mais rápido e o medo tomou conta, aquele momento em que pensei (em voz alta) “Fudeu”.

Se algo tivesse que acontecer na história seria com a Trish, desde o início a série fez questão de dizer que elas eram melhores amigas, que juntas guardavam segredos e se conheciam de verdade. Era previsível que esse retorno de Killgrave ia acontecer em torno dessa personagem. A apreensão era enorme mesmo ao ver Trish toda confiante de que nada aconteceria, porque nós espectadores sabíamos exatamente do contrário. Dos males o pior, já que Jessica chegou a tempo e forjou uma “morte” para sua amiga.

O ponto alto do episódio não ficou a parte de uma cena ou de um acontecimento em específico, nesse terceiro episódio vimos um desenrolar mais sério do arco central onde Killgrave finalmente deu as caras e o seu confronto com Jessica Jones está mais perto do que nunca. Ficou claro o quanto nosso vilão está obcecado por ela e fará de tudo para destruir a sua vida um pouco mais.
Outro ponto que vem me chamando a atenção é a química dela com Luke e o tanto que o personagem tem espaço na produção. Sabemos que das quatro produções da Netflix a mais conhecida era mesmo o Daredavil e que se Jessica Jones não desse certo muito provavelmente Luke também não daria. Dessa forma a produção criou um roteiro onde ambos já interagem e mesmo que ele não tenha influenciado neste roteiro central de forma significativa, é inegável que ele é parte importante da história. Assim a Netflix garante a sua continuidade no projeto, com qualidade, inteligência e bastante ousadia ao apostar em heróis menos badalados.

Esse terceiro episódio me pareceu uma ponte, e tenho quase certeza que essa primeira etapa de introdução já foi encerrada e passaremos para uma nova etapa do roteiro, resta saber qual o caminho será seguido.

Comentário(s)
0 Comentário(s)