Anime em Foco: Accel World.

Por Robson Barreto

7 de agosto de 2015

SPOILERS ABAIXO
Um novo futuro para os gamers.

Olá visitantes do ANIME EM FOCO Ohayo, Konichiwa ou Kumbawa !!

Hoje vou escrever sobre um anime interessante e gostoso de assistir, quem já passou horas, dias, noites ou semanas jogando online ou não – assim como eu - vai entender e se identificar com Accel World.

Num futuro um pouco distante os humanos são adaptados com os chamados Neuro links que dão a capacidade de se conectar a internet em qualquer lugar até no banho e ainda por cabos USB se plugar a outras pessoas para conversas intimas ou segredinhos entre amigos.

Logo de cara parece que o anime vai ser mais um com piadas picantes e situações constrangedoras para os personagens principais e que não vai dar liga e se arrastar até seu fim.

A história: Haruyuki "Haru" Arita é um garoto gordinho que sofre bullying no colégio e claro se acha o pior dos piores em tudo, menos, em jogos online. Num determinado dia na rede do colégio onde estuda e joga squash sozinho – é bom lembrar que no Japão a rede Wi-fi não é de graça em todo lugar – Haru chama a atenção de "Kuroyukihime" uma das lideres estudantis mais famosas do colégio que invade seu jogo e o convida para jogar Brain Burst que somente quem tem o Neuro Link desde nascença pode jogar e Haru é um desses escolhidos.

A partir daí Haru no mundo virtual assume a forma de Silver Crow e faz o anime dar uma volta por cima no conceito inicial por alguns bons motivos:

Haru tem de descobrir e desenvolver as habilidades de seu personagem de metal e que rapidamente chega a se tornar o único personagem do jogo com capacidade de voar.
Com o passar do tempo as pessoas que jogam nesse mundo querem conhecer os donos dos personagens no mundo real para matar e destruir seu inimigo mais facilmente.

Um jogo de traição, emoção a flor da pele e até, por que não, muito drama toma conta dos personagens com o inicio da guerra entre os reis das divisões dos mundos no jogo em busca de ser o primeiro a chegar ao nível dez, porém, não se sabe se é uma lenda ou realidade que algo terrível pode acontecer.

Quem viver até 2046 – ano aproximado da história do anime – jogará.

Comentário(s)
0 Comentário(s)