Pretty Little Liars - S06E01/02 - Game On, Charles/Songs Of Innocence

Por Laiza Oliveira

9 de julho de 2015

SPOILERS ABAIXO
We’re back bitches! Estamos de volta com PLL, e eu sinceramente não sei mais o que pensar/dizer sobre a série (por isso a demora pra voltar a escrever).

No episódio 1, temos momentos de tensão na dollhouse de Charles DiLaurentis (who?), que surgiu do nada como –A e essas são as únicas informações sobre o novo membro da série. Fico indignada com a quantidade de portas que são abertas, porém nunca são fechadas na série. A cada episódio surge uma nova dúvida, que faz desandar todas as teorias possíveis. 
Pausa pra comentar que a cada temporada eu amo mais Hanna Marin, que está cada dia mais maravilhosa, inteligente e com os melhores quotes.
Não posso deixar de citar que a polícia de Rosewood está cada dia mais inútil, e que se não fosse por Alison, Toby, Caleb e Ezra, as meninas ainda estariam sendo torturadas por Charles.
E Mona, gente? Apesar de achar uma das melhores personagens, sinto que ela está caindo no esquecimento e está ficando meio boring com essa pose de vítima que não combina nada com ela. Quero a bitch de volta, causando em Rosewood.
Falando agora do episódio 2: COMO EU SENTI SAUDADE DESSE AR SOMBRIO E DE SUSPENSE EM PLL.

Depois de anos sofrendo com mil retaliações e jogos psicológicos com um sorriso no rosto, as meninas demonstram que são adolescentes normais e estão realmente traumatizadas com os recentes fatos assustadores, cada uma da sua maneira.

Aria, tenta se convencer de que Andrew é o culpado por tudo, e que agora que ele foi pego, o pesadelo acabou. Mas isso é PLL né, mores, portanto sabemos que Andrew foi só mais um boneco no jogo de –A, e que muita coisa ainda está por vir.

Spencer se jogou novamente nos remédios, já que há tempos não consegue ter uma noite de sono decente. Veronica Hastings teve um atitude de mãe (palmas) e pediu ao médico que não receitasse drogas pra dormir, devido ao histórico da filha, porém Spencer como a boa Hastings que é, rouba os remedinhos da menina Aria. Sinceramente, até eu, depois de passar 1 mês naquela dollhouse, sofrendo tortura diária, ia querer tomar remédio pra dormir em paz, portanto, no judge!!

O que dizer de Emily aprendendo a atirar pra se defender? Está mais que certa, eu adoraria dar uns tiros, visualizando a pessoa que me tortura pra se vingar de sabe Deus o quê! Falando em Emily, to cansada de os produtores da série jogar qualquer pessoa pra ser interesse amoroso dela, agora é a vez de Sarah Harvey ficar mais próxima da liar e.... APENAS PAREM!
Hanna se mostrou mais sensata que as outras ao mudar o seu quarto, que só traria lembranças do pesadelo vivido por ela enquanto foi mantida refém numa cópia exata do mesmo. Eu amo quando tiram a menina Marin do plot “loira fútil” e exploram toda a capacidade de Ashley Benson ao mostrar que ela pode ser mil em uma <3


Comentário(s)
0 Comentário(s)