Arrow - S03E18/19 - Public Enemy/ Broken Arrow

Por Lorena Alvarenga

21 de abril de 2015


SPOILERS ABAIXO:
E depois de uma temporada inteira sem me impressionar muito, tenho que reconhecer o trabalho dos roteiristas. Parece que eles reservaram o bum da temporada para esses cinco episódios finais, e por esses dois últimos, fiquei impressionada. Não foram episódios maravilhosos e nem de longe capazes de esconder tantos erros até aqui, mas é inegável que o nível se elevou.

Para começar, não tem como deixar de comentar a mudança do Lance, principalmente nesses dois últimos episódios, não sei o que tentaram fazer, mas não está funcionando. Simplesmente transformaram o personagem no mais insuportável, resolveram jogar fora todo o desenvolvimento dele até agora. Sim, eu sei que ele está de luto, entendo o sofrimento e todo o blá, blá ,blá, mas convenhamos que isso não torna o personagem mais aturável. A louca caçada ao Oliver e o tratamento com a Laurel tem tornado impossível lembrar que um dia tive simpatia por ele.
Ra’s Al Ghul  fez sua jogada de mestre ao colocar toda a cidade contra o Arqueiro, e a atitude de Oliver ao se entregar , mesmo que já esperada, foi super digna.  Já o plano para tirá-lo da prisão me surpreendeu, obviamente sabia que o Team Arrow iria dar um jeito de tirar o Oliver de lá, mas a ideia do Roy foi interessante, no twitter acabei lendo um big spoiler e achei mesmo que ele tinha morrido, então fiquei mais aliviada com o final.  Mas não gostei da saída do Colton, apesar de que pelo desenvolvimento do personagem até aqui não vai fazer tanta falta para o futuro da série, achei um desperdício de potencial e pessoalmente sentirei falta.

Quanto ao Ray, desde o começo gostei do personagem e acho que se não fosse pelo triângulo gostaria mais. O alívio cômico que ele proporciona a série é bem considerável e o seu desenvolvimento até aqui merece algum destaque. O caminho para a transformação dele em herói até que tem sido rápido e condizente com a sua personalidade, e pelas últimas cenas, a ajuda do Oliver e mais a duplinha com Cisco, o possível spin-off com ele no elenco pode seguir por um caminho até que interessante.
Pensei seriamente em ignorar o drama mexicano vivido por Thea e não mencionar a personagem nessa review, até que Ra’s Al Ghul acabou inteiramente com o meu plano, depois daquela cena final é impossível não comentar. A cena dela com Rá’s foi excelente, a luta (aliás, vale mais uma vez ressaltar as habilidades de Malcolm como professor, obviamente ela não tinha chances contra o líder da liga, mas não fez feio), o drama e principalmente o jeito de morrer, que ironicamente lembrou muito Slade matando Moira.  Não precisa ter muita imaginação para adivinhar o que vai acontecer, mas para aqueles que não viram a promo, não vou dar o spoiler.

P.s*: Sério mesmo que arrumaram uma irmã gêmea para Shado?? Não gostei.

P.s**: Não sei se é pelo Lance estar tão insuportável, ou, se só por ela não ter aparecido, mas a preguiça da Laurel foi menor nesses dois últimos episódios.

P.s***: Super curiosa para saber qual vai ser o desenrolar dos flashbacks, esperando alguma coisa muito ruim acontecer para justificar Maseo na Liga.

P.s****: Todo mundo já viu a promo dos cinco episódios finais?? Torcendo para ser aquele babado todo...

P.s*****: Quero a mãe da Felicity no elenco fixo.

P.s******: Gostei muito do Oliver/Ray trabalhando juntos.







Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)