Arrow - S03E16/17 - The Offer/ Suicidal Tendencies

Por Lorena Alvarenga

4 de abril de 2015

SPOILERS ABAIXO:
Sim, esse não é o melhor momento de Arrow e esses dois últimos episódios mostram exatamente isso.  Essa temporada não tem sido nem de longe empolgante, e apenas um ou outro episódio até agora conseguiu se salvar.

The Offer começou onde parou o episódio anterior e não fez um bom trabalho, bem na verdade, foi difícil aguentar a maior parte.  Tantos dramas sem propósito quase me fizeram pular para o próximo, mas felizmente algumas cenas quase valarem os 42 minutos. Já Suicidal Tendencies fez um trabalho muito mais bem feito no quesito prender a atenção, Suicide Squad sempre rende histórias interessantes e dessa vez não foi diferente.

Mas vamos desde o começo, no episódio 16 a oferta de Ra’s fez muito mais sentido do que no anterior, antes tinha achado tudo muito sem pé nem cabeça, mas a história da profecia e tudo o que o Oliver poderia fazer junto com a Liga conseguiu prender minha atenção. Obvio que nós já sabemos que isso não vai acontecer, mas esse episódio tornou essa história bem mais interessante e ver como isso tudo vai se desenrolar daqui para frente vai valer apena, afinal, mesmo que não seja tão bem desenvolvida, essa mudança de história já vai ser uma nova direção para essa temporada meio perdida.
E nesses dois últimos episódios tivemos mais dos dramas da Thea, entre tentar ser morta por Nyssa ou tentar matar Malcolm, tivemos ela e Roy revivendo o passado.  E eu amei, não só pelo casal, mas principalmente já que com Roy para ajudá-la a passar por esses momentos os dramas da caçula Queen/Merlyn devem nos dar um alívio.

E por falar em Nyssa, resolveram nos matar de preguiça e juntar as duas personagens mais chatas das Galáxias, Laurel e Nyssa. Brincadeiras a parte, isso já era previsto, já que boa parte da internet estava sabendo, e para falar bem a verdade, a ideia é bem boa. Não sou a maior fã das duas, mas toda a experiência de Nyssa vai ajudar muito a Canário, sem contar que elas tem o fator Sara em comum e isso vai acabar ajudando-as a lidar com a saudade e tudo mais.

Já posso falar da melhor parte?? Nesses últimos tempos Diggle não anda tendo tanta participação como antes, isso tanto por estar sendo um pouco “poupado” por causa da família, e porque o resto dos personagens acabaram ganhando um espaço maior. Mas nesse episódio 17 foi diferente, ele não só casou com a Lyla (que foi altamente fofo), como partiu de lua de mel em uma missão com Suicide Squad.  Foi só maravilhoso ver a mistura entre Diggle, Lyla, Floyd e Cupid em todas as cenas de ação e nos momentos engraçados, as cenas dele valeram cada segundo do episódio.
E a vida do Oliver nunca é fácil, nunca mesmo. Não basta ter Ra’s e toda a liga dos assassinos atrás dele tentando fazer com que a cidade se vire contra o Arqueiro e assim ele aceite a proposta, ele ainda teve que lidar com Ray tentando desmascará-lo, com o relacionamento Felicity/Ray, com todo o questionamento de não ter conquistado nada como herói e a relação Thea/ Malcolm.

No geral esses dois episódios não foram nada além de razoáveis, tivemos alguns bons momentos e outros nem tanto.

P.s*: Cupid melhor pessoa, impossível não rir com tanta loucura, ótimo alívio cômico do episódio.

P.s**:  Amei saber mais sobre Floyd e não acho que ele tenha morrido. Pelo menos espero que não, depois dos flashbacks e de fazer a gente se apegar ao personagem não vale acabar assim.

P.s***: Deu ruim para o Ray, hahaha. Adorei!

P.s****: Finalmente soubemos sobre o Poço de Lazaro.

P.s*****: Tudo bem que Suicide Squad desfalcado não é tão incrível, mas acho que valeu.

Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)