Banshee - S02E6 - We Are All Someone Else Yesterday

Por Eliane Silva

21 de fevereiro de 2015


SPOILERS ABAIXO:
A cada episódio de Banshee uma nova grande emoção, é impressionante como não há um episódio que assistimos que a gente possa dizer que foi ruim. Desde o terceiro episódio que Banshee vem nos entregando episódios fantásticos, eletrizantes , excitantes e emocionantes . Muitas vezes esses episódios que fica no meio da temporada, tendem a ser apenas episódios para encher linguiça, no entanto o que temos visto nestas são episódios fantásticos.

Mesmo com guerra dos Redbones se arrastando nesses episódios não tem como reclamar de como essa situação está sendo levada, começando com uma das cenas de briga mais fantásticas entregues para a TV, entre Nola e Burton, esse episódio poderia ter sido lento onde Hood sofreu e lamentou a perda de Siobhan, mas foi o contrário. Hood simplesmente estava repensando qual passo tomar para pegar Chayton e vingar a morte de Siobhan.

Enquanto os escritores mostraram nas cenas iniciais Hood lamentando a morte de Siobhan eu pensei que todo episódio seria apenas em Hood querendo sua vingança pessoal, mas rapidamente os escritores mudaram essa visão e nos levou a Hood e o vislumbre do que poderia ter sido sua vida e de todos que se envolveram com ele, Xerife Hood, Siobhan e a família de Carrie se ele tivesse feio o contrário, se ele tivesse desistido de viver em Banshee. Confesso que não esperava que Banshee seguisse esse caminho, mas fiquei feliz que ele tenha feito isso, afinal nos leva a pensar qual o rumo que os produtores pensam em levar a trama.
Por outro lado temos Proctor que começou a pensar sobre o resultado de suas ações, é interessante que os escritores optou por ele não culpar Hood por não ter conseguido se despedir de sua mãe( pelo menos ainda não o culpou), e sim na reflexão que ele parecia entender que suas escolhas e estilo de vida tiveram consequenciais em sua vida. Foi interessante ele explicar o motivo de ter tatuado a cruz em suas costas e pensar que ele tem sido punido em sua solidão sem perceber que era essa a maneira de ter de volta sua fé. Foi um momento triste e pensativo para a serie que há apenas duas semanas mostrava um homem que não tinha nenhuma preocupação com nada a não ser seus negócios e seus ganhos.

A cena onde ele repreendeu e humilhou Rebecca foi muito boa, ela pode amar o poder que ela sente que tem, mas que o poder vem com a capacidade de comprometer e compreender, no entanto ela tem um acesso de fúria e decide passar a noite no sofá em protesto por ter sido tratada daquela forma. Vamos esperar para ver como Rebecca vai lidar com tudo isso daqui pra frente.

Queria que a guerra contra os Redbones durasse mais um pouco, mas a investida do FBI que foi completamente frustrante , pois o ataque ao acampamento foi péssimo e ajudou na fuga de Chayton. Ele foi torturado por Hood enquanto estava com uma arma com silenciador na cabeça, confesso que queria que Hood tivesse terminado com aquilo logo ao invés de ficar torturando. No entanto tivemos Chayton fugindo mais uma vez o Agente do FBI querendo acabar com Hood, a revolta de Hood era tanta por não ter conseguido acabar com Chayton que se não fosse o policial nazi Burke , os dois teriam acabado brigando.
 Excelente episódio , fico ansiosa com o que podemos esperar para o próximo quando teremos a tentativa de assalto já programada.


Obs1: Esposa do Broack e Proctor, prevejo mais problemas para ambos.

Obs2: Deva se metendo numa furada ainda maior, mais problemas para Hood.

Obs3: Job sendo mais uma vez o grande parceiro de Hood, gosto muito da amizade deles.
Comentário(s)
0 Comentário(s)