Arrow - S03E11/12 - Midnight City/ Uprising

Por Lorena Alvarenga

15 de fevereiro de 2015


SPOILERS ABAIXO:
Esses dois episódios não foram brilhantes, nem super empolgantes e bem na verdade, eles foram apenas medianos e com no máximo alguns bons momentos. 

No episódio 11 ainda com a ausência de Oliver, tivemos o Team Arrow e Laurel tentando dar continuação ao trabalho do Arqueiro. Obviamente Oliver fez falta, não só por ser o personagem principal, não só por ser muito melhor lutando, mas também por ser o elo principal que une esses personagens. Nesse episódio, diferentemente do outro, foi mostrado que a luta deles não era apenas pelo Arqueiro, mas sim por toda a cidade e isso deu um outro tom ao episódio, um ar muito mais interessante. 
A continuação e finalização do arco do Brick foi bem desenvolvida, tivemos algumas boas cenas de ação  e o criminoso conseguiu mais uma vez convencer. O fato de terem aproveitado a ausência do Oliver para colocar os outros personagens para cuidarem de uma guerra no Glades deu muito mais espaço para entendê-los melhor.  Roy conseguiu ter uma importância maior, seja lutando junto com Laurel ou contra o Malcolm. Já Laurel, apesar de ter muito que aprender e de ter tomado umas boas pancadas, conseguiu coerentemente evoluir como a mais nova vigilante do pedaço.

Um grande erro desses episódios foi deixar sem explicação a recuperação do Oliver, pelo menos deixar sem uma explicação aceitável. Maravilhoso que o Arqueiro tenha voltado, afinal, mesmo com o Team arrow/ Laurel no comando, nem a cidade e nem eu poderíamos aguentar muito mais sem ele. Mas nem com toda a boa vontade do mundo é possível comprar essa história de chá de penicilina e essa recuperação a lá Flash.  Até entendo se a explicação vier mais para frente, mas uma explicação bem inventiva precisa ser dada.

E se a volta do Oliver era o momento mais esperado (pelo menos por mim), não poderia ter sido mais decepcionante.  Eu esperava umas luzes, drama, uma cena impactante, e a realidade foi muito menos empolgante. 
Mas se a volta dele não foi assim tão boa, a atitude sim. Inacreditável ver a ajuda do Malcolm ser recusada em um momento tão importante, era mais do que claro que sozinhos Digle, Felicity, Laurel e Roy não estavam dando conta da cidade e o fato deles terem deixado a história pessoal deles interferir numa decisão que salvaria a cidade, foi mais que amadorismo, foi burrice.  Ainda nem que Olie chegou para mostrar que nesse momento de crise se aliar com Malcolm é uma necessidade.

Depois da história do Brick ter acabado e do Oliver ter voltado, ficou mais do que claro que o objetivo da temporada vai ser a preparação para a luta com o Rá’s Al Ghul. É mais do que necessário que todos se juntem em prol de um objetivo maior e confesso que estou adorando ver essa aliança.

P.s*: Felicity e Ray falando sobre o helicóptero foi sensacional.

P.s**: Estava achando estranho não terem chamado o Ted, até que ele apareceu e levou uma surra. Sério, o que foi aquilo?? Até agora não entendi, o personagem merecia muito mais do que aparecer só pra levar uma surra.

P.s***: Bem xôxa a cena da Felicity e Oliver se encontrando.

P.s****: Laurel já evoluiu bastante, mas é necessário ver   que a personagem tem tanto ainda para aprender. Fora que foi até um pouco divertido ver tantas pancadas... Rs.

P.s*****: Alguém conseguiu prestar atenção nos flashbacks do Malcolm ou ficaram tipo eu pensando  o tempo todo que coisa horrenda é essa na cabeça dele?



Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)