Gotham S01E09 - Harvey Dent

Por Louren Mayara

19 de novembro de 2014


SPOILER ABAIXO:
O episódio destinado a introdução do Harvey Dent na cidade de Gotham, foi mais um procedural mediano mas que não se prendeu durante o desenvolvimento e mostrou um bom equilíbrio entre as transições de abordagens dos personagens.

Como foi só uma pequena dose de um personagem que é muito importante na história de Gotham e na história do Batman, à pouco o que falar dele na série, sinceramente, comparando a introdução "jogando na sua cara quem ele é" de alguns personagens em outros episódios, o Harvey foi bem apresentado, exagerado também, com todo aquele teatro envolvendo a moeda, mas a diferença é exatamente essa, o Promotor é exagerado e intenso em tudo que faz, propenso aos extremos, e isso foi bem representado. A escolha de ator também foi interessante, o Nicholas D'Agosto pelo menos é parecido fisicamente, cor do cabelo entre outras coisas, então só é ele encarnar bem o personagem. 

Acho que todo mundo que conhece um pouco do Batman também conhece bem o Harvey/Duas-Caras, um dos motivos foi ele ter sido incluído na trilogia do Nolan, mas mesmo assim vou trazer um pouco dele na versão dos quadrinhos. Sabia que o Duas-Caras já foi censurado ainda no processo editorial dos quadrinhos ? Pois é, então ele teve seu retorno, dessa vez mais moderado, em 1970 e desde então faz parte de Gotham, sua característica principal é a esquizofrenia e a bipolaridade, o mais básico da personalidade do Duas-Caras é que ele é sim ou não, preto ou braco, não há meio termo, e não poderia ser diferente no resumo da vida dele já que passou de herói para vilão. Mas espero não ver o herói se tornar vilão tão cedo, na série, por enquanto só o promotor que luta pela "limpeza" da sua cidade.  
No lado mafioso da série a Fish continua com seu plano de tomar o poder e posição do Falcone e dessa vez ela teve participação no caso semanal só para causar problemas ao seu chefe. A interação entre ela e o Pinguim ainda está tensa, mas, ela continua no erro de subestimar a capacidade dele. Sobre especificamente o Pinguim, a série acabou criando uma tensão sobre tudo que ele fez, eu por exemplo, fico esperando atitudes muito ousadas dele sempre, por enquanto não vem decepcionando, mas pode ser um erro se no futuro não souberem dar a intensidade suficiente sobre a conclusão do personagem. Por enquanto o Pinguim continua sendo o grande nome do enredo.

Mesmo surgindo de uma situação que não era esperada, o fato de Selina e Bruce se conhecerem ainda crianças, os momentos deles acabaram trazendo momentos bons e leves para esse episódio deixando até com um gostinho de quero mais, com a Gata trazendo um lado do Brucinho que não é comum dele, e fazendo-o duvidar dos seus conceitos, Alfred usou uma frase para descrevê-la que se encaixa perfeitamente "Ela é provocativa". 

Mesmo ainda com um roteiro que precisa provar o seu valor, Gotham tem me proporcionado bons momentos, sinto falta de uma correção de erros passados que acabam se tornando recorrentes e podem prejudicar ainda mais o desenvolvimento da série, no futuro. 


Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)