Sleepy Hollow – S02E04 - Go Where I Send Thee

Por Eliane Silva

20 de outubro de 2014

SPOILERS ABAIXO:
Eu realmente gosto muito de Sleepy Hollow, a interação de Crane e Abby a cada episódio é realmente fantástica. Gosto como os produtores envolvem os dois demonstrando o tamanho do carinho e amizade entre eles. Nesse momento do relacionamento deles, não consigo vê-los como um casal romântico e sim como grande amigos e parceiros que vem crescendo cada vez mais.

O episódio dessa semana girou em torno do desaparecimento de uma criança e da mitologia sobre um flautista que as leva até um local e as mata. Parece uma coisa comum esse tema de flautista, mas quando esse flautista é guiado por Moloch que usa essa situação a seu favor pra criar mais um mostro e ajudá-lo a sair do purgatório a coisa fica mais interessante. Foi uma história fraca, mas foi interessante saber que Abby tinha uma ligação pessoal com o caso, já que a mãe da criança desaparecida foi a Assistente Social que tratou do caso de Abby e Jenny quando a mãe foi levada para um sanatório.

Crane fingindo que não sabia dirigir foi hilário, esses momentos são sempre bem vindos. Gostei demais da “trolagem” dele em cima de Abby e a cara que ela fez quando descobriu que ele estava brincando com ela foi divertido. Abby deixou claro que ele deveria conhecer e entender tudo sobre o mundo atual onde estão vivendo caso aconteça algo com ela e a resposta de Crane dizendo “Nós seremos derrotados ou vitoriosos junto”. Bacana o carinho demonstrado por eles nesses primeiros episódios.
A presença de Nick nos episódios é uma coisa completamente sem graça, ele ainda não acrescenta nada e aparece apenas como um caçador de relíquias e fornece-as para Henry (Molloch). Ele é tão comum, entendo que os produtores necessitam agregar novos personagens já que estamos ficando sem opção de “bandidos” na trama, mas as chances dele acabar mal ou morto é grande. Espero que desenvolva mais esse personagem, afinal a finalidade dele na trama é criar um interesse romântico para Abby? Ou será mais um manipulado por Henry?

Ainda não entendo porque os produtores não conseguiram inserir Jenny na trama de forma mais intensa, ela terminou o segundo episódio brigando com Abby sobre o que havia acontecido com a mãe e com o envolvimento da nova capitã. Espero que ela volte a ter mais participação na trama já que estamos seguindo para o quinto episódio.
Capitão Irving percebendo que fez um pacto com o demônio ao assinar o contrato com Henry com seu sangue foi interessante, basta saber como ele vai lidar com tudo isso já que a família dele está sob o domínio de Henry. O flash-foword mostrando o Capitão Irving matando os policiais e a cidade em chamas foi um excelente momento da série e, acredito que isso seja apenas uma pequena amostra do que Moloch pretende com a guerra que está por vir. Confesso que espero momentos de mais ação acontecendo em Sleepy Hollow, assim como acontecia na primeira temporada.

Henry amassando a flauta (osso) foi sinistro, confesso que no inicio achei que ele estava com raiva e destruir aquele osso seria uma forma de demonstrar sua revolva por estar preso a Molloch, mas depois percebi que foi só um lapso e que ele realmente continua construindo uma forma de abrir as portas do purgatório para ajudar seu mestre.

Apesar de termos tido momentos de tensão, os momentos divertidos foram mais interessantes nesse episódio. Abby salvando Crane do demônio flautista, ele bebendo cappuccino e ele usando o aparelho para abafar o som causado pelo demônio, ele pedindo para Abby fazer a cerimônia do login. Esses momentos foram mais marcantes e acho que definiu esse episódio, muito mais do que a trama principal que seria a caça ao flautista do demônio. 


Veja promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)