Sleepy Hollow – S02E03 - Root Of All Evil

Por Eliane Silva

13 de outubro de 2014

SPOILERS ABAIXO:
Sleepy Hollow continua usando a mesma receita que agradou muito os fãs na primeira temporada, aliando momentos de ação com momentos de viagem ao passado. A cada novo episódio vimos partes da história sendo contada por uma visão bastante diferente onde podemos conhecer um pouco mais sobre alguns pontos que não temos contato diariamente.

Claro que muitas coisas na história são alteradas para que sejam encaixadas dentro do tema da série e, também são modificadas para que a trama ganhe corpo, no entanto a essência da história é o que conta, no final tudo fica perfeito e muito bem narrado.

Em Root of All Evil, tivemos Crane e Abby lutando mais uma vez contra Molloch e sua tentativa de conseguir criar o caos e abrir a porta do purgatório, tudo isso com a ajuda de Henry que através de uma moeda transformava as almas puras por um lado negro e sombrio. Esperto e atento Crane descobriram a razão pela qual as pessoas estavam agindo daquela forma, pois ele mesmo já havia presenciado algo parecido acontecer e com isso ajudou Abby a desfazer esse encantamento.

Gostei demais do plot e fiquei bastante envolvida que não consigo dizer qual chamou mais atenção. Amei o desenvolvimento das moedas amaldiçoadas de Judas nas mãos dos grandes homens ao longo dos séculos. A forma como exploraram o passado da mãe de Abby, mostrando que ela também lutava contra os demônios que provavelmente era perseguida por Molloch e tudo o que ela fez para proteger suas filhas.
 
A sinceridade e Abby com relação a sua insatisfação sobre a decisão de Katrina em continuar com o Cavaleiro sem Cabeça ela não mediram palavras falando para Crane à verdade que ele tanto tenta fingir que não existe. Katrina é mãe, e por mais errado que um filho se torne, ela sempre lutará por ele, e isso é bem evidente no final do episódio. Se Henry carrega um traço de humanidade, seu lado negro está lutando com todas as forças para suprimi-lo, mas Katrina lutará contra o que for impossível. A pequena demonstração de humanidade de Henry deixou uma pista de que ainda existe um lado bom dentro dele.

Uma coisa que me incomoda bastante é Katrina não fazer uso de magia para poder ajudar o marido, afinal ela é uma bruxa e, séculos passados ou não ela continua tendo poderes.

Jenny ficou possuída pela moeda, mas ficou claro que ela não faria nada com a Capitã Reyes, pois ainda teremos que conhecer mais sobre o passado da mãe delas e a capitã com certeza é a única que terá mais resposta. Sem contar que Reyes, obviamente, acabará envolvida nessa luta contra o mal mais cedo, ou mais tarde. Gosto de ver as duas irmãs junta ainda falta explorar o relacionamento delas e espero que os produtores continuem colocando mais plots das irmãs, porque é um relacionamento bastante interessante, complexo e envolvente em Sleepy Hollow.
Crane sempre tem momentos divertidos, o comentário sobre ter assistido ao final de Glee, quando viu um casal gay num restaurante de mãos dadas foi hilário, ele confessando somente para que Abby e Nick conseguissem pegar um pedaço do vitral da igreja e, a desconfiança dele com relação à ajuda de Nick. Apesar de gostar de Abby e Crane juntos, a ideia deles formar um casal não me agrada, ainda mais porque acho que ficaria muito fora da narrativa da série, especialmente nesse momento onde ainda temos muita luta pela frente e a guerra ainda nem começou direito.

O episódio terminou mostrando um crescimento emocional de Abby enquanto considera as dificuldades que a mãe passou. Também mostrou que Nick novamente as voltas com Crane e Abby e suspeito que nós o veremos mais nos próximos episódios de Sllepy Hollow.

Espero que o próximo episódio seja com mais ação e envolva mais o público, como acontecia com a primeira temporada. Foi um bom episódio, no entanto estou sentindo falta de um episódio twist para deixar o publico mais ansioso.



Veja promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)