SCORPION - S01E02 - SINGLE POINT OF FAILURE

Por Alvaro Luiz Matos

2 de outubro de 2014

SPOILERS ABAIXO:
E lá vamos nós para mais um episódio corrido, com diálogos rápidos, com a soberba, com bastante drama (o que estava faltando) e agora, mais do que nunca, na medida certa.

Dar profundidade aos personagens é o caminho mais seguro para uma série seja duradora, os dramas são passageiros, podem ir e voltar, mas quando esse drama faz parte da profundidade do personagem, do que guiam teus hábitos e tuas ações, ele se torna muito mais forte. Dessa maneira acredito que trazer uma história tão pessoal entre o protagonista e sua irmã faz com que a série ganhe pontos e plante plots para o seu futuro.

Além do drama, que ficou faltando no episódio piloto, a série começou a dar contornos para um romance, ingrediente também indispensável para que a série não fique congelada no procedural semanal e na inteligência de seus personagens. Katherine é uma atriz envolvente e carismática, e tem expressões bastantes meigas mesmo quando quer ser firme, dessa forma a escolha da atriz para interpretar um papel “humano” e desenvolver um possível romance é um acerto enorme.

E mesmo que o ator principal não exale química para formação do casal, acho que pode vim a cair nas graças dos fãs.
Sobre o caso eu poderia dizer que não me importo tanto, mesmo gostando da agilidade da série, o que me importa mais até o momento são os atributos que vão sendo colocados para da base à série, mas já que preciso analisar, o episódio de hoje a meu ver foi mais interessante, me chamou mais a atenção. Um ataque biológico é pra mim de maior interesse do que aviões com perigo de se colidir, talvez pela temática, por ter um “vilão” envolvido.

Só pra constar, a série tem tanto personagem interessante que ainda não decidi qual é o meu favorito entre os nerds, fico na tendência de gostar mais do cara que entende a mente e o comportamento humano, afinal, ele tem mais problemas pra revelar do que qualquer outro.


Por fim, acredito que foi mais um bom episódio, melhor ainda que o primeiro devido aos fatores “drama” e o fator “romance” inseridos na série. Uma dica? Eu adoraria um caso mais amarrado, que já no terceiro ou quarto episódio eles comecem a ter que investigar algum crime que dure uma ou duas temporadas, para amarrar paralelamente aos casos semanais.


ASSISTA A PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:
Comentário(s)
0 Comentário(s)