Scandal - S04E02 - The State Of The Union

Por Pâmela Albuquerque

8 de outubro de 2014

SPOILERS ABAIXO:
Nós não somos mais os mesmos. Assim disse Mellie Grant e acredito que tal frase sirva para todos os personagens da série neste início de temporada. Tudo está remexido, modificado. Mas aos poucos as coisas vão sendo devolvidas ao público ainda que de uma forma diferente e mais uma vez genial.

Simplesmente adorei esse episódio, para mim merecia ser premiere, e se fosse, estaria de bom tamanho. Sem dúvidas deixou de lado aquele iniciozinho monótono que foi o episódio anterior. Mostrou reviravoltas de alguns personagens e começou a descortinar outros. Teve de tudo um pouco e na medida certa. Deu para perceber que vem coisa boa por aí, pelo menos as boas sementes estão plantadas.

Jake foi quem reapareceu, se mudou do apartamento de Olívia e logo no início do episódio a confronta com isso. O melhor foi o motivo: O apetite sexual excessivo dela. Achei isso muito engraçado. Ele também é o único preocupado em investigar a morte de Harrison e Adnan. Algo me diz que ele ainda vai descobrir tudo e terá uma grande razão para tanto interesse nesse caso.

Um casal perfeito para mundo, dois apaixonados. Um herói de guerra e uma heroína que salvou várias crianças durante um tiroteio e nessa foi atingida na coluna e ficou paraplégica. Ótimos para a discussão do porte de armas. Um exemplo de casal perfeito midiaticamente. Pena que na realidade eles se odeiam. Remetem-nos à ideia de que nada é exatamente o que parece, como grande parte das coisas dessa série. Olivia teve a incumbência de leva-los até o discurso do presidente depois da sutil chantagem de Cyrus. Ô amizade engraçada entre esses dois, rs. Só achei um pouco nada a ver essa dela de não ter medo da receita federal, mas pegar o caso quando o Cy ameaça contar ao o Fitz que ela ligou todos os dias em que estava fora para saber dele, mas ok né. Apesar de também achar que o Cy não colocaria em jogo a calmaria que está com o presidente sem a “obsessão Pope”. Confesso que sinto falta da rotina que existia na OPA quando todos ainda trabalhavam juntos, porém o caso tema do episódio foi bem legal. Adorei a guerra entre os dois e principalmente a solução da Olivia para acabar com a briga, ela é ela, né? 

Mellie ou Mental Mellie, segundo a mídia, está ótima nessa nova faceta de louca sarcástica que adora batatinhas. A gente não sabe se está louca mesmo com o luto ou realmente cansou da vida de fachada que levava como primeira dama, assumindo que nada mais daquilo importava depois da morte do filho. Também sinto falta da sua ambição e preocupação em manter as aparências favoráveis a ela.
David Rosen, para mim foi a maior crescimento desde a primeira temporada. Aquele que começou como o bonzinho, seguidor da lei acima de todas as coisas e que se deixava abater diante das espertezas dos outros. Quando se deu conta de que seu futuro cargo como procurador geral estava em jogo depois de uma armação da Lizzie Bear (já estou com raiva dela), que resgata aquela história de agressão forjada, ele rapidinho se utiliza dos arquivos do B613 para conseguir o que quer. E consegue! Deixando Bear furiosa. Lizzie foi quem começou a colocar suas manguinhas de fora. Ela que até então ninguém sabe de onde vêm, mas que veio para bagunçar mais ainda a vida na casa branca, contrata um michê para seduzir Cyrus, se aproveitando do seu momento difícil. E eu a inocente achando tão fofo o Cy encontrando um novo amor, paguei pela ingenuidade, rs.

Abby, coitada, trabalhando no lugar da Liv na casa branca só vêm mostrando o quanto Olivia Pope é única. Ainda que ela tenha tido êxito na sua tentativa para convencer a Mellie a aparecer no discurso do Fitz e provar para imprensa que não está louca, ninguém sabe quem ela é lá dentro.

Quinn e Huck, Mesmo eu adorando esse casal e o Huck ser meu personagem preferido, não aguento mais esse jogo duro e aquela baboseira de família. A DR dos dois parecia papo de maluco. Mas o Huck é loco mesmo, né? Deixa pra lá...
O encontro entre Olívia e Fitz foi ótimo também, estava na cara que a qualquer momento aquela paixão ia explodir, mas nada aconteceu. Adoro esse clima que fica com os dois separados, mas não por muito tempo. O mínimo foi ele pedir para todos saírem da sala e deixa-los sozinhos (novidade), mas não fizeram nada além da revisão do discurso que ele faria em alguns instantes. E que discurso, heim? Pela primeira vez deu para perceber um pouco de sensibilidade e luto por parte dele. Pena que tenha sido tão forte para a Mellie, que desabou logo depois. E Olivia? Foi procurar Jake depois do zero a zero. 

Bom, pelo que deu para perceber, ainda vem bastante coisa legal por aí, ainda bem! Até a próxima semana com mais Scandal.

Siga nosso TWITTER - Curta nossa FANPAGE - Conheça nosso GRUPO no Facebook
                                                                                
                                           Assista à promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)