Opinião: Manhattan Love Story X A To Z

Por Alvaro Luiz Matos

20 de outubro de 2014


Essa semana não irei fazer uma review sobre A to Z, mas vou falar de um gênero e compara-la a Manhattan Love Story, afinal as semelhanças existem, as diferenças também e os problemas são semelhantes.

Expectativas e roteiro:

Primeiramente é importante saber o quanto me empolguei com A to Z e cobrei que ela fosse talvez mais do que vem sendo. Esperava uma série com um clima gostoso, que se desafiasse em criar uma mitologia e abordasse a vida entre aqueles amigos. Mas a série ainda não mostrou exatamente ao que veio, mesmo que o plot e a sequência de três episódios já tenha definido exatamente o que ela pretende.

O roteiro promete uma surpresa e cria uma pergunta sobre qual é o futuro do casal, mas o romance não se sustentara sozinho se a série não investir melhor nos personagens de apoio, pois esse ainda é o maior ponto fraco da série.

Com Manhattan foi diferente, sabia que se tratava de uma história de amor, uma série mais leve e nem me interessei no começo. Resolvi baixar, a preguiça de ver foi enorme, mas aconteceu que assisti o episódio após saber que eram apenas vinte minutos. A história começou um pouco confusa, mas com três episódios ela já se mostrou mais consistente que A to Z no quesito roteiro. Parece uma série muito mais bem estruturada, com um drama melhor.

Diferente de A to Z, Manhattan leva melhor o romance principal para o setor da comédia, sem a necessidade de cruzar todos os personagens. Parece existir aqui uma coerção maior do roteiro, deixando a série mais completa.
Elenco e Personagens:

Em A to Z a expectativa era pela Mother como atriz principal, e o casal desde o primeiro episódio se mostrou bem alinhado, com uma química incrível. Já o casting de apoio já se mostrava de menor qualidade desde o início, mesmo com a recente melhora dos amigos do casal principal.

Em Manhattan não conhecia nenhum ator, mas a situação aqui é mais favorável, pois os atores principais não são ruins, a atriz nasceu para o papel, faz muito bem a menininha meiga e valente, já o seu par romântico é bem consistente. O que muda aqui é casting de apoio que possui personagens muito melhores e que proporcionam uma melhor estrutura para o crescimento do romance e favorece momentos bastante cômicos.

Qual é a melhor?

Para mim ambas me dão prazer de assistir, mas Manhattan está mais leve, mais envolvente e A to Z ainda mostra dificuldades para crescer.
Audiência:
Está aqui um debate em que ambas se saem mal, pois tanto uma quanto outra parece estar pronta para dar tchau logo na primeira temporada. Nenhuma das duas mostram forças para continuar,o que é uma pena,

É um tipo de série em falta e que vem agradando o público brasileiro (diferentemente do público americano, que cá entre nós é o que importa).



Comentário(s)
0 Comentário(s)