ONCE UPON A TIME - S04E01 - A TALE OF TWO SISTERS (SEASON PREMIERE)

Por Louren Mayara

1 de outubro de 2014

SPOILERS ABAIXO
Não consigo expressar em palavras o prazer de fazer essa review, esperei ansiosamente pelo retorno de OUAT, para poder matar a saudade de alguns personagem e de uma Storybrooke que promete ficar abaixo de zero nessa temporada. Então, aqui estou eu, novamente apaixonada pelo efeito mágico que a série consegue trazer de volta de um forma totalmente única.

Quem viu o maravilhoso fim da season passada, sabe muito bem o tema que será abordado nos próximos episódio, então, sem enrolação vamos falar de Frozen. Antes de tudo quero deixar bem claro que já não sou muito fã de animações da Disney, jamais me recuperei da morte de Mufasa, então só assisti frozen depois do episódio final de ouat, e mesmo assim me encantei pelo filme, que é fofo, engraçado e lindo em medidas perfeitas. Logo quando acabei o filme comecei a especular como seria a introdução da Elsa (Rainha de Arendelle) no enredo da série, sabemos que ela apareceu em Storybrooke graças a uma interferência de Emma, que na sua volta ao passado acabou mudando a história, então a única coisa que consegui especular foi o aumento da minha curiosidade, e que ainda não foi alimentada totalmente por esse episódio.  

No começo do episódio fomos convidados a conhecer um pouco da história da Elsa e sua irmã Anna, a morte de seus pais que também já foi mostrada no filme, mas que na série teve um detalhe a mais, uma carta, que por enquanto não se sabe o paradeiro, mas, o que realmente muda e mistura as vidas de Storybrooke e Arendelle é Elsa e Anna descobrirem que verdadeiro destino da viajem que matou seus pais era Misthaven mais conhecido por nós como a Floresta Encantada. Vamos por as cartas na mesa e esclarecer o que aconteceu, temporalmente estamos um pouco depois de onde o filme acabou, e Anna partiu em viajem solo para a floresta encantada, Elsa de alguma forma foi parar em Storybrooke possivelmente em busca da sua irmã, e sobre a estadia dela na cidade só sabemos que ela tá assustada, ou seja, acho que ela não teve a intenção de estar lá, ou teve ? A Elsa encontrou o colar da Anna na loga do Mr Gold, então onde a sua irmãzinha se meteu hein ? E por último e mais intrigante, qual o evolvimento do Rumplestiltskin em toda essa história ? Fiquem atentos para mais informações nos próximos episódios. 

Sobre as novas adições de atores na série, acho que foram felizes em todas as escolhas feitas. Já criei um afeto especial pela Anna interpretada por Elizabeth Lail que ficou realmente a personificação da Anna do filme, na minha opinião é claro, assim com a Elsa de Georgina Haig, a interpretação das duas me conquistou, assim como as caracterizações, mas não sou muito de cobrar total perfeição em adaptações seja ela qual for, acho que originalidade é o que passa qualidade, mas enfim, como é bom ver boas adaptações e como isso meche com a imaginação de todos.
Voltando ao povo local, e também as consequências da viajem da Emma ao passado, somos obrigados a ver mais uma vez, sem pena alguma, nossa amada Regina tendo o seu coração partido e sua felicidade sendo mais uma vez impedida. A grande dúvida sobre essa situação da Regina seria como ela iria lidar com o seu coração partido, se ela iria voltar a ser a terrível Evil Queen do passado. Na primeira cena fora do Gannys à uma controvérsia bem legal entre as reações da Marian e dos outros que acompanharam a mudança da Regina e à apoiam, mas ainda tem uma sombra que paira, um certo medo de que ela perca a linha e volte a aterrorizar todo mundo. Por mais que eu goste de ver uma Regina totalmente sensata e fazendo de tudo pelo bem do Henry, eu prefiro que ela não esqueça jamais o seu lado Evil, porque eu amo isso dela, e nesse episódio foi meio que um paralelo sobre os estados da Regina, e onde isso a levou. Mesmo ela trazendo o seu espelho de volta como nos tempos de maldade, logo depois ela vai e salva a Marian da morte, o que foi muito nobre, e ainda arquiteta um plano de mudar a história e os finais trágicos dos vilões, ou seja, eu acho que Vossa Majestade vai ficar bastante nesse impasse de personalidade, até que as coisas deem certo e ela consiga encontrar o escritor do livro do Henry. 

Sr e Srs Gold tiveram um plot muito bom nesse episódio, eles se casaram lindamente e agora estão continuando suas vidas. Em uma cena emocionante até demais em que o Rumple demostrou mais uma vez como seu filho era importante pra ele, particularmente odiava o personagem aplaudi de pé quando ele morreu, mas o Rumple não merecia perdê-lo, enfim ele decidiu trocar as adagas, e seguir no seu caminho da salvação, até que um objeto despertou a sua ambição, mas deixarei pra falar desse "chapéu" quando ver onde ele vai se encaixa, basta saber por enquanto que ele é de um mágico MUITO poderoso. Pra finalizar Belle e Rumple recriaram a cena de dança entre a Bela e a Fera, que é bem romântica e foi também na série muito bem feita e fiel.

A parte de tentativas de heroísmo da série fica por conta da Emma, ela corre de um lado pra o outro tentando solucionar os problemas da cidade agora que ela finalmente aceitou seu papel de salvadora, que ficou bem claro naquela cena que ela vai lá tentar animar a Regina. A sua determinação na causa acaba deixando ela longe do Hook, o que me faz sentir falta de uma maior interação entre os dois, sem que seja fugindo de algum monstro qualquer. Gosto muito da Emma e ela é uma intermediadora entre todos os outros personagens, o grande centro de tudo.  
Eu sou muito suspeita em falar de ouat sou realmente cega de amores por essa série, o Adam e o Ed fazem milagres por essa história, com imaginação enorme e recursos tão limitados, claro que o elenco talentosíssimo ajuda, já o canal nem tanto, tenho tantas criticas para com a ABC que não caberiam em uma só review. Repito que tô satisfeita em cobrir essa série, e até a próxima !


 Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)