THE LAST SHIP – RESUMO 1ª TEMPORADA

Por Eliane Silva

5 de setembro de 2014


 SPOILERS ABAIXO:
The Last Ship tem a produção executiva de Michael Bay, o mesmo criador de Transformer e, quando pensamos nisso imaginamos que teremos uma série carregada de efeitos especiais com tiros e explosão para todos os lados, mas não foi exatamente o que vimos até o momento.

Com uma boa construção de roteiro e bela montagem deixando em segundo plano alguns personagens que ainda estão “crus” e com alguns diálogos ensaiados, a série começou lenta e foi alcançando o nível que os produtores esperavam.

Uma produção do canal TNT e com um alto investimento, todos os momentos gravados no navio USS Nathan, teve como figurante a própria tripulação de navio e o elenco principal recebeu treinamento próprio para seus personagens.

Episódios carregados de emoção e tensão The Last Ship fizeram bem uso de sua premissa original. Apesar de ter demorado algum tempo para que os personagens realmente se desenvolvessem em meio às histórias a série dramática naval não deixou de entreter com ação consistente e elegante.
A primeira temporada teve altos e baixos, oferecendo algo bastante sólido para a 2ª temporada, especialmente em termos de história e personagens e teve também a inclusão de Alfie Woodard como Amy Gardeson (Presidente em exercício e única sobrevivente da epidemia do alto escalão do Governo) funcionou como a melhor antagonista até o momento, no entanto, o enredo sádico de Anderson para matar cidadãos infectados para abastecer a cidade (pelo menos eu entendi assim) e desenvolver uma sociedade de intelecto acabou ficando meio bobo e comum, assim como, colocar um grupo de simples policiais para atacar um navio de guerra ficou muito fraco para as cenas finais de No Place Like Home.

Ainda assim a primeira temporada terminou com uma nota bastante boa, condizente com o tempo de série apresentada.

Comentário(s)
0 Comentário(s)