MINHAS FAVORITAS (Por: ALVARO LUIZ MATOS)

Por Alvaro Luiz Matos

18 de setembro de 2014


O Séries Em Foco mudou e você já percebeu. Novas colunas foram criadas no intuito de valorizar ainda mais aquilo que sempre foi o nosso foco, a opinião.

“Minhas Favoritas” será mais uma dessas colunas. Nela cada colunista vai contar um pouco de suas cinco séries favoritas, grifando a FAVORITA do momento e mais quatro séries (Não podendo ser séries já encerradas).

BANSHEE

Banshee é daquelas séries fantasiosas que criam um ambiente próprio, personagens caricatos, acontecimentos improváveis e mesmo assim não deixa de dizer verdades. É daquelas séries que o mocinho passa longe de ser um anjo, que o vilão é praticamente um demônio e que acaba envolvendo todos os personagens em uma bola de neve.

Gosto muito da ação que essa série me passa, do clima hora alucinante e hora nostálgico, gerando uma sensação de desconforto quando liga cenas do passado ao presente abordando os dramas que lhe são próprias. Outro aspecto que me prende muito em Banshee é a sexualidade aflorada criando uma falsa ideia de envolvimento e mostrando a real banalização do assunto.

O arco central envolve muito jogo de poder, não existem dois lados fixos um contra o outro, existem vários lados, vários vilões, vários mocinhos, várias intrigas, várias conspirações. Tudo isso pra criar sempre perspectivas diferentes sobre o andamento da série, que embora tenha uma premissa a seguir é sempre pautada no imprevisível.

A série é transmitida pela Cinemax e possui temporadas curtas com média de 12 episódios.

ORANGE IS THE NEW BLACK
Quando comecei essa coluna Orange não estava entre as cinco, mas bastou uma maratona que estava pra fazer a muito tempo que ela pulou de uma opção para uma realidade. A série é talvez a mais leve que assisto e talvez por isso ela seja a que eu prefiro ver quando estou cansado, porem ser leve não significa que ela não tenha roteiro, pelo contrario é um elogio já que uma série que mexe com um assunto tão peculiar consegue fazer isso sem que fique pesado.

As histórias são diversas, cada personagem tem seu passado, seu motivo, seus erros e acertos pra contar, mas é a força da protagonista que me admira, afinal tomar as decisões que tomou durante as temporadas faz dela uma guerreira (embora tenha errado quase sempre).

Além disso tudo podemos comentar as belas atuações, o timming cômico (afinal se trata de uma comédia) e a injusta falta de premiações, já que ao meu ver ela merecia muito mais do que foi entregue a ela.

SHERLOCK
Estamos diante de um dos maiores sucessos literários da história, um dos personagens mais recriados e interpretados da televisão, cinema e teatro e como não suar repetitivo e forçado?

É simples, joga na mão de autores talentosos, mistura com um elenco de qualidade e encontra um protagonista quase insuperável. Pronto, um dos maiores sucessos da televisão nos dias de hoje está criado e recriado.

Além do mais, ainda existe certo cuidado ao se fazer referências e se tratar dos principais personagens da série em um período contemporâneo. Por isso meu tamanho carinho com a série que consegue ser bastante fiel a obra e ser surpreendente ao mesmo tempo.

Também tenho que mencionar que na medida certa não tem como errar, com média de três episódios por temporada e um planejamento surpreendente a série, transmitida pela BBC (Inglaterra), é um dos marcos divisórios no quesito qualidade, e um exemplo a ser seguido para muitas séries.

SLEEPY HOLLOW
Muito difícil escolher apenas cinco séries, até por achar que influi muito na dificuldade de comparação cada uma ser transmitida em períodos diferentes. O importante é que tem série boa para toda época do ano.

Sleepy Hollow é talvez a mais diferente entre as séries que escolhi, ela é um pouco mais ligada ao “terror” e me surpreende por saber lidar com isso de forma madura. Particularmente não gosto de séries do estilo, mas Sleepy Hollow tem criado uma mitologia bem envolvente e uma história bastante complexa.

Meu medo, claro, é de que essa série se perca um pouco nessa complexidade e acabe flopando com o tempo, mas enquanto isso não acontece eu vou confiando na criatividade do roteiro e no quão as coisas estão amarradas e envolventes.

O suspense aqui é diferente de Orphan Black, por não ter toda aquela correria, mas é tão curiosa quanto. Descobrir tudo que está acontecendo e querer ver acontecer é um desejo de todos, mas sabemos também que muita coisa do passado ainda deve ser mostrado para que o futuro nos apresente surpresas.

A série é exibida pela Fox e possui uma temporada curta, embora a segunda que está por vir tenha planos de ser maior.

A FAVORITA: HANNIBAL
Como é delicioso assistir uma série tão poética, tão amarrada, tão costurada e tão envolvente como essa. Os diálogos são bem montados, os personagens bem construídos e o que dizer dos pratos criados por Hannibal Lecter? Sem falar de que é muito fácil distinguir o vilão do mocinho, mesmo nos apaixonamos por ambos. O jogo de mentes, a disputa psicológica, o teor manipulador e calculista faz dessa uma série de extrema qualidade.

As referências à obra original são muito bem atribuídas (embora eu não conheça, mas tenho ouvido falar), mas a liberdade criativa que dissolve um pouco da linha temporada construída originalmente e evolui a série para uma imprevisibilidade que agrada tanto os fãs que conhecem a obra base, quanto os fãs que desconheciam o original.

Ainda temos alguns casos esporádicos que além de sórdidos e interessantes, envolvem a história principal com maestria, sem que se compare a algum procedural existente. A qualidade visual é de extrema qualidade o que envolve desde cenários adequados, aos vestuários, as cores das lentes, os efeitos e outros. E não da pra não mencionar as boas atuações dos dois atores principais.

As temporadas são curtas com doze episódios, a transmissão é feita pela até então decadente NBC e embora a audiência não seja boa (o que me faz pensar o quanto os americanos são questionáveis) a série é declaradamente um sucesso da dramaturgia. A crítica cai de elogios, os fãs morem de amores e eu apenas me delicio com a melhor série que tenho assistido atualmente.

QUAIS AS SÉRIES FAVORITAS DE VOCÊS LEITORES? COMENTEM.

Comentário(s)
0 Comentário(s)