CONHEÇA: TRUE DETECTIVE (1ª Temporada)

Por Alvaro Luiz Matos

15 de setembro de 2014


Já li diversas insinuações de que algumas séries são as melhores da atualidade e a cada semana escuto um nome diferente, mas vou engordar essa lista de possíveis melhores séries com True Detective.

Algumas séries como Sherlock, Fargo, Orphan Black, Hannibal, Bates Motel, Orange is The New Black e assim por diante ganharam notoriedade e o motivo poderia ser o fraco período criativo que vivemos, mas eu diria que esse não é o motivo. True Detective é imensamente qualificada independente do período horrível que vivemos.

Deixa-me primeiramente mostrar para vocês o que torna uma série diferenciada nesse mercado. Criar um plot astronômico e empolgante é fácil e tem muita gente que sabe fazer isso (como o sempre onipresente J.J. Abrans), mas o difícil é tornar sua série um exemplo nos diálogos, na narrativa, na fotografia, nas atuações e ainda assim amarra-la sem perder a mão em um só minuto.

Essa pode ser a vantagem da cada dia mais comum séries de apenas uma temporada, pois quando a história é feita para ter início, meio e fim, ela acaba evitando se perder como a minha tão querida série Dexter, e como outras famosas que tiveram um final de existência um tanto quanto aquém do que eram capazes no início.
Preciso ser redundante ao falar também da ótima atuação da dupla de protagonistas (Matthew McConaughey e Woody Harrelson), que sem tirar nem por mostraram um talento verdadeiramente assombroso, algo que não é assim tão comum no mundo das séries (já que maioria dos atores bons está no cinema) e mesmo que eu não dissesse isso o currículo de ambos (incluindo Oscar) pode dizer por si só.

A primeira temporada com pouquíssimos episódios foi feita na medida certa e apresentou uma história muito interessante, uma investigação que transcende o passado e o futuro, fazendo ligações, justificando brigas e tornando a narrativa bastante curiosa. Não faltam motivos para acompanharem uma série de investigação como essa.


Assista a promo da série:
Comentário(s)
0 Comentário(s)