POLÊMICA DA VEZ - ATÉ ONDE DEVE IR UMA ADAPTAÇÃO?

Por Alvaro Luiz Matos

25 de agosto de 2014


O que mais temos na televisão hoje são adaptações de livros, HQ’s e afins e por isso a dúvida: Até onde deve ir uma adaptação? Ela precisa ser extremamente fiel a original? É isso que iremos discutir agora.

JULIANE SANTANA

As adaptações de livros ou até HQ’s em séries são inevitáveis, atualmente conseguimos encontrar várias que estão em transmissão e, como de costume, geram comentários prós e contras sobre a forma que aborda o seu roteiro.

Sou totalmente a favor de termos séries baseada em livros, atrai não somente o público literário, mas faz com que outras pessoas conheçam o trabalho daquele autor. Um ponto que se discute bastante é a necessidade de ser ou não totalmente fiel à obra, eu acredito que em cada área o artista possui certa liberdade e limite, claro que o mesmo roteiro que é abordado nos livros não pode ser levado ao pé da letra para as telas de cinema, TV ou até mesmo para teatros, cada setor possui seus fatores a serem levados em consideração.

Quando a ideia da adaptação de alguma obra é entregue para os produtores de séries, com certeza é preciso que haja um trabalho por trás desse projeto. Pode ser o caso de alguns arcos terem que ser cortados, ou um personagem ser tratado de uma forma mais sucinta ou até mesmo o contrário, fazer aquele livro com mais de quinhentas páginas vire uma temporada.

Acredito que toda adaptação deve ser respeitada e nunca cobrada por ser fiel ou não, o profissional por trás de uma série pode ter alguma ideia mais interessante que o autor, ou então a resposta do público pode gerar um arco ou um casal diferente. Já está na hora de acabar esse preconceito de que livro ou HQ é superior à série. 
LORENA ALVARENGA

De tempos em tempos, principalmente atualmente, sempre que uma obra é adaptada para as telas, a questão de ser fiel ou não ao original sempre vem à tona e divide muitas opiniões. Eu já estive dos dois lados desse debate e para ser bem sincera até hoje fico em cima do muro.

Como fã de muitos livros que já foram adaptados, sempre espero que sigam à risca cada detalhe do livro e que em hipótese alguma mudem alguma coisa. Sou daquelas fãs chatas que repara em cada detalhe e que se por acaso alguma mudança é feita, por menor que seja não gosto. Ao mesmo tempo, sem conhecer a obra original, conheci e virei fã de várias séries que foram adaptadas de livros ou quadrinhos e em todas elas aprovei as mudanças. É importante que uma série no decorrer dos acontecimentos tenha uma liberdade criativa e um amadurecimento para seguir seu próprio caminho.

Justamente por integrar os dois lados, não consigo me decidir. Ao mesmo tempo em que sei que algumas mudanças podem ser necessárias, o peso da obra original algumas vezes fala mais alto, e o que me faz decidir em qual lado ficar em determinado momento é o meu lado fã.

ALVARO LUIZ MATOS

Minha cultura televisiva, literária e até de cinema era bem pífia antes de ter começado a ver séries e me interessar por essa cena cultural. Dessa forma para mim adaptações acaba sendo um termo abstrato, já que por muitas vezes não conheci o original.

Mesmo assim resolvi dar minha rápida opinião sobre essa polêmica que vem me incomodando, até porque muitas vezes uma série é uma série, um livro é um livro e uma HQ é uma HQ, e não venham me incomodar em minhas reviews dizendo que não entendo nada porque não conheço o original.

Eu respeito o pensamento mais global de quem conhece a versão original, mas por se tratar exatamente de uma nova versão é de se esperar que nem tudo seja igual, é de se ficar alegre quando algo que gostávamos apareceu também na adaptação e de se lamentar por uma escolha do roteirista que mude algo que gostávamos tanto. Mas é também necessário elogiar quando as adaptações corrigem alguns erros em que comumente são cometidos nos originais.

Portanto, todo sentimento é válido, é respeitado, mas não se faça superior ou o dono da verdade só porque conhece a história original, por favor.
LAOHANA RODRIGUES

Sou fã de diversas obras que foram transformadas em seriados e primeiramente acredito fortemente que a palavra 'adaptação' fale por si só.

Temos em nosso cotidiano diversas adaptações para que a nossa vida siga de uma melhor forma, nada diferente na questão de adaptações de livros para seriados.

Sei como alguns fãs acreditam que muitos detalhes importantes foram deixados para trás, eu já acredito que os detalhes que estão sendo mostrados na televisão foram os selecionados para que a história faça sentido no roteiro exercido, por isso são chamadas de adaptação e não cópia fiel, pois a obra é adaptada para um formato que fique condizente na televisão.

Costumo levar os seriados adaptados e seu livro como duas coisas diferentes, pois acontecem de entrarem personagens inexistentes no livro, a história ir para um rumo completamente diferente ou até mesmo seu final podendo ser modificado por diversos fatores e aí acabo sempre me questionando: porque acreditar que são a mesma coisa quando na verdade uma é só adaptação da outra?

Eu não acredito que nenhum detalhe importante tenha sido tirado e sim adaptado para que possamos ver a história com uma outra perspectiva, uma melhor perspectiva.

VOCÊ POSSUI UMA OPINIÃO SOBRE O ASSUNTO? COMENTE
Siga nosso TWITTER - Curta nossa FANPAGE - Conheça nosso GRUPO
Comentário(s)
0 Comentário(s)