(REMEMBER) HOW I MET YOUR MOTHER – S09E23/24 - LAST FOREVER (SERIES FINALE)

Por Alvaro Luiz Matos

29 de julho de 2014

SPOILERS ABAIXO:
Alguns episódios ficam em nossa cabeça, marcam e deixam aquele gostinho de quero mais. Essa sensação é tão boa que convidamos vocês a relembrar com a gente.

Sabe o que é apertar play e sentir um arrepio forte, os ombros gelados e a voz embargada?

O destino obviamente prenderia Ted em New York, um guarda chuva amarelo, um baixo e alguns olhares foram o suficiente para que um telefonema no dia seguinte funcionasse tão bem quanto aquele código universal dos três dias. O que não estava indo bem após três anos foi o casamento entre Barney e Robin, modificando toda a esfera emocional do episódio anterior.

Antes de tudo eu acredito que essa seja uma sacada genial, pois estávamos indo para um episódio com toda a beleza do mundo, com casais felizes e apenas preocupados em saber mais sobre a Mother. Caso isso acontecesse de fato, temo que uma hora de episódio fosse extremamente enjoativo, fraco e cheio de frescura, por isso abalar toda a estrutura construída e explodir nossas cabeças com um divórcio e também com a infelicidade inicial de Marshall fez com que os bons momentos entre Ted e a Mother fossem mais valiosos e que o episódio ganhasse muito mais movimentação e expectativa.

Outro sentimento que ficou na cara e deu uma abalada em nossas sensações foi o visível desespero de Barney após a separação, e mesmo que a tristeza de Robin tenha sido contagiante a minha atenção estava voltada para o inconformismo do Barney, pois a todo momento eu senti que ele havia mentido ao dizer que queria se separar (mesmo ele tendo prometido nunca mentir).
À medida que a indiferença e o desespero cresciam nossos corações se apertavam e via distante uma possibilidade de um final perfeito, nesse momento minha mente só imaginava que nada mais poderia estar saído tanto do controle quanto Barney e Robin longe. Mas foi aquele momento entre pai e filho que me fez soltar a primeira lagrima durante o episódio (não da nem pra explicar o sentimento).

Vale dizer que isso era mais do que um final coerente e realista, pois todos conhecemos galinhas (de ambos os sexos) que só pararam de viver aquela vida após o nascimento de um filho, sendo esse um destino obvio e interessante após o fim do casamento com a Robin.

No meio de tanta tempestade quem reinava eram os intocáveis Marshall e Lily e o casal mais lindo da face da terra Ted e a Mother, enquanto Robin se afastava e Barney vivia seus momentos de loucura, Ted e a Mother viviam uma vida de cumplicidade e Marshal e Lily uma vida de apoio, força e perseverança.

Um segundo instante para chorar foi o momento do brinde ao casamento de Ted, onde todos estavam próximos. Um arrepio, mais uma lagrima, mais um aperto no coração e ainda mais uma olhada para saber quanto faltava pra acabar, torcendo para que aqueles minutos restantes se transformassem horas.

Não, HIMYM nunca foi minha comédia favorita, deixou de ser a minha comédia quando passou a ser tão representativa em minha vida ao virar brincadeira entre amigos, a virar conversa para reuniões e ao me lembrar da minha turma, dos meus amigos... da minha vida. HIMYM era o último elo que eu tinha com a minha real paixão por séries. 
Esse final nos ensinou que tudo muda um instante na vida, tudo toma um destino diferente, tudo pode ficar pra traz, mas se guardamos uma bela fotografia no peito, nem mesmo o tempo vai poder apagar. Ainda assim, havia tempo pra momentos felizes, pro primeiro dialogo, para o grande momento em que Ted foi até a mãe de seus filhos, as lembranças, o guarda chuva, a aula de economia, uma festa e frases repetidas. Quem não queria viver aquilo? Que se dane todo aquele futuro onde seus amigos se separam, onde um deles vira pai solteiro, onde um momento reunido se torna algo raro, pois esse instante vale por tudo.

Sim, e pra doer ainda mais o peito a Mother não estava mais entre nós, e aquele final estava planejado DESDE O INÍCIO, Robin entrou na vida de Ted, se deu conta que deveria ter sido ele ainda durante o casamento, se arrependeu e fugiu durante todos os anos após a separação com Barney, e no final, o casal perfeito seria Ted e Robin.

Que tal um pouco de análise e que tal defender minhas opiniões novamente em uma avalanche de críticos que vão vim por ai? Ted e Robin eram durante todo o tempo o casal perfeito, todos torceram por eles durante anos, todos sabiam que um dia isso poderia acontecer, mas ai veio a Mother e nada era mais um tiro no peito do que vê-la morrer, nada dói mais do que ver acabar, mas nada nos da mais orgulho do que ver uma série EXTREMAMENTE costurada, onde a primeira cena se liga à última e com TODA a certeza ela já estava pré-gravada. Uma série que abandonou a felicidade para mostrar a realidade e que mesmo saindo da zona de conforto me convenceu.
Sei que muitos queriam Barney e Robin, queriam a Mother com o Ted, e isso seria fácil, não teria surpresa, mas como isso conta a história de uma vida, a reviravolta que ela da, que liga o início ao fim e se faz reinventar eu simplesmente adorei toda essa jornada, uma última temporada de arrepiar e para nunca ser esquecida.

E insisto que essa jornada foi Legendaria, foi maravilhosa, foi feliz, foi triste, mas foi também surpreendente e nostálgica. Aproveitem para viverem mais intensamente a vida de vocês, de fazer de sua turma a sua história, de não abandonar sonhos e de serem felizes.

Respondendo aos desertores:
(Toda vez que eu ler uma crítica que merece ser rebatida eu voltarei aqui e complementarei a review)

1 - Todos os aspectos de HIMYM estiveram no episódio, e nada representa mais do que a trompete azul, a primeira e mais forte figura da mitologia da série.

2 - Lembrem ou não, Barney sempre quis ser pai e havia desistido deste sonho por saber que Robin não poderia ter filhos.

3 - Marshall também conquistou seu sonho e mesmo que o episódio tenha focado muito mais em Robin e Ted, tanto Barney quanto Marshall terminaram felizes.

Comentário(s)
0 Comentário(s)