GLEE - S05E15 - BASH

Por Giulliana Moreira

12 de abril de 2014


SPOILERS ABAIXO
“Bash” foi a confirmação de que Glee agora está em outro patamar. Os personagens estão amadurecendo e esse episódio demonstrou que eles estão no caminho certo para isso. Claro que não é um processo da noite para o dia e vão acontecer decepções e vitórias também. Achei o episódio leve, mas abordando também esse tema de agressão. Por ser com homossexuais, achei um pouco clichê, porém a agressão a esse grupo é um tema que infelizmente está presente na nossa sociedade.

Fora esse conflito, o episódio foi bem tranquilo e na dose certa de jovens adultos explorando suas capacidades, descobrindo a vida e o que fazer com ela.
E... Aparentemente nós temos um Quinn e Puck feeling. Não só eles resolveram voltar ao passado. Eu sinceramente não sei o que pensar desse casal, achei tudo muito precipitado. No episódio anterior, quando o Sam mencionou a química entre eles foi simplesmente muito precipitado. Ela tinha acabado de chegar e eles já ficaram de fogo.  Acho que eles tinham que morar juntos por um tempo, naquele esquema com o Blaine e aí sim surgir assunto de “química”.
Dando um salto para outro plot deles; Achei Mercedes foi super incisiva quando foi terminar com Sam e nesse momento caiu a minha ficha de: “caramba, eles estão em Nova York e a vida deles mudou. Não é mais a escola”. Essa transição deles particularmente está mexendo muito comigo porque é a mesma transição que eu estou prestes a passar.


Agora preciso expressar meu sentimento de WHAT THE HELL. O que deu na cabeça da madame Tibideaux de reprovar aquela apresentação incrível? Eu adorei aquela apresentação mas tenho que concordar com a Tibideaux em relação à Rachel. E que estupidez... Sair da faculdade por simples orgulho. [Rachel agindo assim porque não está no Brasil, porque se fosse aqui seria tão difícil dela entrar na “NYADA” que ela não iria querer sair nem quando terminasse o curso].
Aposto que quando chegou à parte do final, todos já sabiam. Rachel pedindo desculpas por ter sido do jeitinho Rachel de ser... Como sempre fazendo a mesma coisa e sendo perdoada.

Para encerrar, não posso deixar de ressaltar a vez do Kurt de se apresentar. Eu particularmente não gosto da voz do Chris e consequentemente não acho que o Kurt seja extraordinário (como cantor).  Mas essa apresentação foi linda! Todos apoiando e a música “I’m Still Here”  encaixou perfeitamente com a situação.

E aí, o que vocês acharam do episódio? E qual sua impressão sobre essa nova fase de Glee? Deixe seu comentário abaixo.

Assista a promo do próximo episódio 
Comentário(s)
0 Comentário(s)