BATES MOTEL - S02E04/05 - CHECK-OUT/THE ESCAPE ARTIST

Por Poliana Mendes

8 de abril de 2014

SPOILERS ABAIXO: 
O Norman em transe, louco, que tem o alter ego de sua mãe e totalmente descontrolado está tomando forma, e isso é uma grata surpresa nessa 2ª temporada. Em reviews passadas eu defendi o ritmo lento da série e como eles estavam e estão trabalhando na transformação do Norman Bates que conhecemos em Psicose, mas os roteiristas me surpreenderam bastante com essa coragem de nos mostrar que Norman enfim está virando o conhecido Norman.

Com a bomba que Dylan é fruto de um estupro e o estuprador é seu tio, os problemas na família Bates que sempre rendem bons barracos estava anunciado. Tudo começou a fazer sentido para Dylan depois da revelação. Saber que é uma “consequência” não faria bem para ninguém, ainda mais para ele, tadinho, ficou sem chão. Mesmo sendo o mais equilibrado da sua família, não há pessoa no mundo que lidaria com essa notícia bem e se ele já queria sair de sua casa, isso foi o estopim. E tudo o que aconteceu no quarto episódio, tiveram consequências para o quinto, afinal, se você agora não tem mais nada para se sustentar, pra quê viver então? O ato “heroico” de Dylan em salvar o chato do seu chefe e enfrentar um carro na sua direção, só serviu para mostrar que ele está desistindo da vida, pois não tem mais nada de bom nela, seu trabalho é ilegal, sua família não te ama da forma necessária, você não tem amigos para compartilhar as frustrações e Dylan está no seu limite. Veremos como ele se comportará posteriormente.
A cada dia que passa, Norma perde mais o controle sobre seus filhos. Se com Dylan ela nunca teve esse controle, com a entrada de Cody como relacionamento amoroso de Norman o sinal de mamãe ursa dela foi ligado e o radar já está apitando. Quando uma relação entre mãe e filho é tão estreita quanto na série, os problemas vão surgindo, Norman com ciúmes do ricaço e Norma com ciúmes da nova paixão do filho. Os detalhes e as entrelinhas que a relação deles irá se estreitar até um incesto gritaram nesses dois últimos episódios. E o que eu acho mais legal na série é que os personagens não tem um plot só. Além disso tudo, Norma se envolve com a rodovia e o mafioso Nick Ford e a tensão sexual com o Xerife Romero está gritando, prestes a acontecer.

Emma até que enfim está tendo um plot pra chamar de seu. E como é legal vendo ela se envolver com outra pessoa que não o Norman, o garoto do cupcake foi uma ótima adição para a série, dá uma leveza em todo o clima pesado que Bates Motel. Ainda mais abordando a primeira vez de uma garota, que querendo ou não é algo bem especial para a maioria de nós mulheres e foi legal porque não ficou num mimimi eterno de série teen, simplesmente aconteceu e como Norma falou, se foi com um cara legal e ela queria isso, ia ser bom. Espero que o cupcake boy continue na série, pois já acho que eles formam um belo casal.
Agora o melhor eu guardo para o final, então vamos falar do menino Norman? Os seus apagões e surtos já aconteceram desde que a série começou, mas nunca víamos realmente como ele reagia e a cereja do bolo foi quando ele se “transformou” na sua mãe. Como pode um garoto tão novo como Freddie Highmore entregar tão bem uma atuação dificílima? Eu sei que a concorrência para o Emmy esse ano vai estar bem acirrada, mas não custava nada os velhinhos da academia lembrarem dele e pelo menos o indicarem. Imagino o grau de concentração que ele entrou para conseguir entregar tanta sinceridade na cena, toda vez que ele faz aquelas caras eu fico com medo, realmente ele está de arrepiar! E o que mais me chama a atenção nisso tudo é como em outros momentos ele pode ser o velho Norman doce que conhecemos. Cody é o oposto de Norman, vai ver por isso eles estão se dando tão bem, só espero que ele não seja uma vítima dele, já que aposto em mais uma mulher morta por ele nessa temporada (em alguns sites que eu li, alguns defendem que não foi Norman que matou a professora, mas eu acredito que foi sim, de qualquer forma é algo para pensarmos e conspirarmos).

No fim, o que importa é que tudo que está acontecendo na cidadezinha da costa de Oregon está convergindo para um mesmo fim, podem perceber como todas as histórias se interligam e como algo que acontece com um personagem avulso tem consequências em outros e vice-versa.
P.s.*: Galera, queria me desculpar pela demora da review, mas é que essas duas semanas eu tirei férias, dei uma passeadinha por alguns lugares que precisava rever e outros que queria muito conhecer, afinal seriadora também tem vida social né?! 

P.s.**: COMO ASSIM TOCOU ROAR??? Fiquei no chão quando escutei e não consegui levantar <3

P.s.***: Quem assim como eu aposta que tem algo mais nessa história de estupro? Não confio 100% na versão de Norma, muito menos na de Caleb, mas que tem mais coisa por baixo disso tudo, tem!

P.s.*****: O canal americano A&E renovou Bates Motel para a terceira temporada! Todos comemoram! lol


Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)