THE ORIGINALS - S01E14/15 - LONG WAY BACK FROM HELL/LE GRAND GUIGNOL

Por Poliana Mendes

6 de março de 2014

SPOILERS ABAIXO:
“A linha entre o que nos causa dor e o que nos sustenta, é mais tênue do que se imagina.”

The Originals sempre foi uma série sobre a família dos vampiros Originais e quem assiste já conseguiu perceber que eles sempre tiveram suas divergências, mas no fim acabavam ficando juntos, pois o fator família falava mais alto. Rebekah já perdoou Klaus por inúmeras estacas no peito e amores perdidos, Elijah idem. Sempre foi o perdão dos irmãos para Klaus e nunca o contrário.

Klaus nunca foi misericordioso, a não ser com as suas paixões (Caroline e agora Camille), ele sempre foi o mais temido do mundo sobrenatural e se antes ele já tinha motivos para agir desse jeito, depois de tudo o que aconteceu nesses dois episódios é que o resquício de humanidade que existia dentro dele sumirá de uma vez por todas.

Rebekah sempre foi a Original que mais sofreu, sendo a única mulher no meio de uma família dominada por homens. Seus irmãos sempre acharam que a protegiam quando matavam seus pretendentes, principalmente Klaus, em algum momento da vida deles ela se cansaria de tudo isso e arriscaria sua família em nome do amor.

Até agora na série, os flashbacks foram muito bem utilizados para contar a história dessa família que quem não acompanhava The Vampire Diaries precisava saber. E ver que toda a história de Michael em Nova Orleans e a destruição da cidade foi por culpa de Rebekah foi uma grande surpresa, afinal eu nunca imaginaria que a própria teria audácia de fazer algo desse tipo, mesmo tendo a ajuda de Marcel.
A gente percebe como a história está sedo bem feita, quando tramas que antes não se ligavam, começam a fazer sentido. A colheita e todas as bruxas que morreram e voltaram foram fundamentais para a traição de Rebekah no passado e a descoberta de Niklaus no presente. Já que as 3 principais bruxas voltaram em busca de vingança, e como sempre tem que ter manipulação, isso foi o que não faltou.

Celeste sempre foi a que teve a maior motivação de vingar sua morte, a ruiva (esqueci o nome, me desculpem) também teve lá seus motivos, agora a de mais idade não teve um foco tão grande assim, vai ver por isso que foi a primeira a ser sacrificada. As duas conseguiram fazer um plano muito bom e deixaram os três Originais sem ter para onde ir, pois elas atacaram de tudo quanto foi lado. Essa reviravolta só mostra que The Originals não é tão previsível como a gente imagina, claro que os personagens principais tem que estar por cima na maioria das vezes, mas perder um pouco também mostra que a série não tem tanto medo de se arriscar.

Mas como as coisas tem que voltar ao ciclo natural da vida, Elijah que sempre se mostrou o mais sábio dos Mikaelson, buscou algumas formas para lidar com a bruxa que mais demonstrava poder das três, Celeste. Eu só não entendi como ela ficou só com as mãos atadas e em momento nenhum usou dos seus poderes mentais para fugir de Hayley e posteriormente Elijah.
Rebekah e Marcel que ainda tentam viver um romance, mesmo tudo dando errado sempre, buscaram outro jeito e conseguiram acabar com a bruxa mais velha de um jeito um tanto quanto fácil eu diria. Mas vale lembrar que a ruivinha ainda está por aí e sabe-se lá o que ela está aprontando.

A guerra entre os Mikaelson explodiu. Rebekah e Elijah x Klaus, quem será o lado vencedor ainda está cedo para saber, mas do jeito que a trama da série é rápida e dinâmica, isso não durará muito tempo e partiremos para outra trama. Com mais da metade da temporada completa e renovada para seu segundo ano, os roteiristas precisam ter calma ao explorar tantas tramas em tão pouco tempo e acabar esgotando tudo de uma vez só.

P.s.*: Carnaval me impossibilitou de fazer a da semana passada, por isso foi dupla, mas prometo que não acontecerá mais (dessa vez é sério!)

P.s.**: Davina voltou dos mortos! Todos comemoram lol

P.s.***: Cansei desse romance de Elijah e Hayley, é um chove não molha da porra!


Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)