THE BLACKLIST - S01E15 - THE JUDGE

Por Lorena Alvarenga

7 de março de 2014

SPOILERS ABAIXO:
“O Juiz é real... Pense nele como o último recurso do prisioneiro. Quando as apelações legais tiverem acabado e não houver mais esperança, você pode tentar um último pleito com o juiz... Se liberdade ou vida foi tomada injustamente, ele exige o mesmo em troca, olho por olho.”

No início eu achei que esse episódio não ia me convencer, a ideia de existir um “juiz” que vinga prisioneiros que tiveram o caso julgado erroneamente me pareceu bem estranha. Com o decorrer do episódio, com o que foi apresentado minha opinião foi mudando. Pela segunda semana consecutiva tivemos uma mulher fazendo o papel de bandido, gostei de como os roteiristas desenvolveram a história, não foi nenhuma criminosa super incrível mas os outros plots fizeram esse episódio mais interessante.
Em reviews anteriores eu reclamei bastante sobre o aproveitamento do pessoal do FBI na série, aos poucos os roteiristas melhoraram um pouco isso. Todos eles tiveram um pouco mais de espaço e alguns mostraram que merecem esse espaço (tipo Aram e Ressler), mas tava faltando Harold, não que depois desse episódio minha opinião tenha mudado (não gosto do personagem), mas pelo menos ele teve seu espaço.

O caso da semana envolveu Harold e uma decisão que parecia mal tomada, ao longo do episódio conhecemos o número 57 da lista, como ela agia e tudo mais. Gostei do desenvolvimento do caso, não foi nada excepcional ,mas serviu. Gostei do envolvimento do Red e da postura da Liz cobrando respostas do chefe.
Red prevendo que as coisas vão piorar tratou de ressaltar sua ajuda a Harold e deixar bem claro que precisará de sua ajuda no futuro, futuro esse que eu imagino que seja a season finale. Depois disso minhas expectativas alcançaram um nível máximo e eu mal posso esperar pra ver como tudo vai ser desenvolvido até  lá. Outra coisa abordada nesse episódio foi Red em busca de respostas sobre Jolene, ele descobriu mas preferiu deixar pra ver o desenrolar da história (o que deixa tudo mais interessante).

O final do episódio não poderia ter me deixado mais de queixo caído, eu já tinha reclamado sobre isso também e finalmente tive o que queria. Tom mostrou sua verdadeira face e eu fiquei me perguntando: como assim?? Eu não achava que ele era bonzinho (e ainda bem que não é!!), mas eu fiquei chocada com a forma que foi mostrado ( e por chocada entendam que eu AMEI). Em um minuto ele fazia o marido apaixonado e arrependido e no outro estava todo trabalhado na cara de psicopata.


P.s*: Riram quando começou a tocar Jolene? Amei a ironia.

P.s**: Gostei do Red pedindo a Harold para interceder a favor do almirante Richard.

P.s***: Teremos mais sobre Tom no próximo episódio.

Me contem o que acharam do episódio e quais as expectativas de vocês para o desenvolvimento da série.



Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
2 Comentário(s)