PRIMEIRAS IMPRESSÕES: THE NOITE (Com: Danilo Gentili)

Por Alvaro Luiz Matos

11 de março de 2014


Quando a criatividade e o bom gosto se encontram.


Simplesmente muito melhor, muito mais criativo, um convidado com muito que falar e uma abertura sensacional. Danilo Gentili sempre foi meu comediante favorito e nem que eu queira torcer também pelo sucesso do Rafinha Bastos, o Danilo está a muitos passos à frente nesse quesito “Late Night” e criatividade.

Lembro-me daquele moleque com piadinhas de UNIBAN, com aquele vídeo sensacional do cigarro e o que falar do vídeo sobre o Activia. Foi ai que conheci o trabalho desse cara e durante os anos eu simplesmente fui-me identificando com o tipo de humor e o talento desse rapais.

Vamos de quadro a quadro?

Primeiramente a entrada do programa que além de criativa e engraçada ela passa por diversas atrações da SBT em um estilo de autopromoção e promoção dos demais programas. Algo assim é muito comum em seriados de comédia na televisão americana, e essa ponte muitas vezes ajuda a alavancar uma audiência dos demais programas. E como o The Noite era imensamente esperado e mesmo que a intenção não tenha sido essa a impressão que ficou foi que se trata de um canal alegre em que todos sabem fazer comédia.

Depois podemos falar do cenário que “não é reciclado” e está muito mais clean, muito mais leve visualmente e muito mais bonito. Acontece que essa despoluição visual favorece na percepção do programa, e deixa o brilho apenas para os seus integrantes. (Já o cenário do Agora É Tarde está a cada dia mais poluído visualmente).

O Monologo inicial foi desde a piada mais velha do stand-up brasileiro (“Pra quem me conhece me chamo Danilo Gentili, e pra quem não me conhece, também”), que apesar de ser velha funciona muito bem para o novo público; até piadas que cutucavam o antigo programa e agora concorrente Agora É Tarde.

Já a apresentação do Diguinho Coruja foi engraçadíssima, mas deixa de mostrar quem é ele. Para quem nunca ouviu falar desse rapaz um pouco mal apessoado (diria feio mesmo), Diguinho apresentava o Band Coruja nas madrugadas da Band FM e sempre foi líder de audiência no horário por passar um programa todo conversando com o público e levando no bom humor. Ou seja, ele é mesmo locutor e pode agregar ao programa mesmo com uma pequena participação.

Já a visita ao “Retiro dos Artistas” fala por si só e foi uma tirada sensacional.

A Banda até o instante não fez o que mais me irrita que é fingir que não sabe tocar. Todas as vezes que eles faziam algum som totalmente sem nexo (no Agora É  Tarde)isso me irritava, e parece que a estreia do programa foi muito bem tocada, afinal estamos falando do Ultraje a Rigor.

E as escolhas dos estagiários? Até ele dizer que alguém estava contratado eu imaginei que muito daquilo era apenas um quadro estilo “Murilo Gun”, mas as tiradas e o Bullying foi sensacional, fazendo com o que a frase mais esperada no Aprendiz The Noite fosse um tapa na cara e um ato muito legal. Vale mencionar claro que toparia muito participar disso, afinal quem não?

O cantinho com o Pub será usado mais pra frente e nessa estreia foi apenas apresentado, portanto vou ficar esperando para ver se a minha visão de que será lá um estilo de “mesa vermelha” seja confirmada.

Já a entrevista de estreia mostra onde se encontra Danilo Gentili, pois se no início do Agora é Tarde ele contou com amigos e alguns artistas da casa, aqui ele consegue nada mais e nada menos que um Global (liberado pela Multishow) que faz sucesso na TV, no teatro, na internet e no cinema. Pochart é um ótimo comediante, talvez o melhor no quesito humor físico hoje em dia e cedeu uma entrevista interessante e um bate papo legal. Nessa entrevista deu para reparar os ângulos da câmera que procuraram enquadrar bem o entrevistador e o entrevistado, e nesse momento o fato do cenário ser muito menos carregado ajudou demais na fotografia da entrevista.

Vale lembrar que o Rafinha Bastos também é um bom entrevistador, mas lá no agora é tarde até agora só vimos perguntas bobas e desimportantes. Aqui no The Noite conseguimos uma entrevista longa com conteúdo e muitas histórias e nesse quesito (assim como nos demais) aposto no “reinado” do programa no que se refere à audiência.


Por fim vale lembrar galera que não sou um crítico de TV, e apesar desse site ter o foco em séries, o nosso objetivo é dar opinião, seja ela boa ou ruim, positiva ou negativa. Portanto me reservo esse direito, afinal vivemos em um país democrático. Forte abraço e divulguem.

Comentário(s)
1 Comentário(s)