BATES MOTEL - S02E01 - GONE BUT NOT FORGOTTEN

Por Poliana Mendes

5 de março de 2014

SPOILERS ABAIXO:
"Nós apenas vemos a ponta do iceberg."

Como eu estava com saudade de todo esse thriller psicológico de Bates Motel, ainda bem que a espera acabou! Que premiere, os roteiristas conseguiram de forma eficaz nos mostrar como ficou a vida de todos em White Pine Bay depois da season finale do ano passado, e a sensação que esse retorno me trouxe é que: poucas séries conseguem nos fazer duvidar da própria verdade já dita anteriormente pelas atuações dos seus personagens.

Eu fiquei surpresa quando os roteiristas optaram de início em não andar no tempo e mostrar quase que exatamente da onde parou ano passado. Esse pouco tempo foi importante para nos mostrar como o menino Norman reagiu ao assassinato da sua professora e como todos nós desconfiávamos, ele nem sonha que foi ele próprio que o cometeu, assim como aconteceu com seu pai.

Norman Bates voltou mais sombrio, sensível que conhecemos. Seu hobby, taxidermia, parece ser sua mais nova obsessão, não deixando de lado sua antiga obsessão, Bradley. Só de olhar para Norman eu sinto arrepios, pelo seu jeito estranho de agir e impulsivo, tudo isso se deve ao excelente trabalho de Freddie Highmore que mostrou que poderia sim carregar um dos personagens mais famosos do cinema. A aflição que ele passou, as caras de louco e muitas vezes obsessivas já mostram que teremos uma grande imersão na transformação do garoto Norman, ao homem Norman que já conhecemos do filme de Hitchcock.
Já o que anda muito bem é o Motel, afinal verão é sempre uma ótima oportunidade para preencher todas as vagas. Pena que nem tudo são flores para Norma e o desvio que foi adiado, finalmente começou a ser construído. O que levou à perda de controle da dona do Motel na reunião de conselho, claro que ela não deixaria barato e resolveu falar tudo o que pensava da cidadezinha um tanto quanto peculiar, o problema disso tudo é que todos que se metem na principal renda da cidade acaba se dando mal.

Não imaginei que dariam tanta história para Bradley depois do fora que ela deu em Norman. Mas como tudo em Bates Motel é interligado à outra coisa, a adolescente ainda sofre com a perda do pai traficante e não se conforma com todo o acontecido. Com Bradley buscando tudo o que conseguia sobre seu pai mesmo com pouco tempo de saída do hospício, não poderia terminar em coisa boa.

Bates Motel voltou bem, tentando manter o nível da sua excelente primeira temporada, mas buscando histórias pouco exploradas no seu início. Além disso mostrou que não está pra brincadeira e podemos esperar cenas mais pesadas nesse segundo ano de série.

P.s.*: Obrigada aí pelo spoiler sobre Orgulho e Preconceito Carlton Cuse e responsáveis!

P.s.**: Desafio os leitores a listar pelo menos 3 pessoas da série que não são malucas.

P.s.***: Norma Bates está mais loira do que nunca, Bradley (que também é loira) se aproveita sempre que pode de Norman. Acho que é nesse caminho que chegaremos à explicação de porque Norman tem uma “queda” por loiras.


Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)