SLEEPY HOLLOW – S01E13: BAD BLOOD (SEASON FINALE)

Por Alvaro Luiz Matos

4 de fevereiro de 2014

SPOILERS ABAIXO:
Além do belo episódio dois personagens importantes foram confirmados como elenco regular. Um deles não só é um personagem importante, mas também o melhor ator da série, John Noble – O devorador de pecados (Os fãs de Fringe não me deixam mentir). Além dele a atriz, Lyndie Greenwood, que interpreta Jenny também está no elenco fixo para a próxima temporada.

Vamos ao que interessa...

Esse episódio teve tudo o que gostamos em Sleepy Hollow, porem não da pra deixar de alerta-los que a temporada inteira foi bem densa e um episódio como esse não é apenas para justificar o porquê de assistirmos a série, mas também para fechar com chave de ouro uma temporada muito bem montada.
Até metade do episódio nada de tão extraordinário estava para acontecer, mas no momento em que “O devorador de pecados” acorda do seu sonho o episódio começa a ganhar uma nova forma. Isso se deve principalmente a interpretação de John Noble, que consegue dar veracidade ao drama quando a câmera foca em seu rosto e valoriza a bela interpretação de desespero.

As ilusões mostradas no episódio parecem ter a intenção de enrolar e prolongar nossa expectativa, mas até para-nos “enrolar” eles utilizam aspectos interessantes onde mostram alguns dos desejos e expectativas que cada um tinha sobre sua vida.

Após as tentações era a hora de procurar Katrina, e alguém mais ficou olhando ao redor para ver as aberrações existentes naquele local? Seres se rastejando, chorando e agonizando? E todo aquele papo de alguém devia ficar, ao encontrar Katrina, era praticamente esperado (o que não quer dizer que seja ruim).

Por sinal quero aproveitar a oportunidade para tirar da cabeça daqueles que acreditam que previsibilidade seja algo 100% ruim. Na realidade seguir certa previsão é importante para que a série se torne coerente com o que se propõe, pois algo que é totalmente imprevisível se mostra muitas vezes inverossímil (como The Following, por exemplo). 
Mas Sleepy Hollow sabe lidar com o previsível e também com o imprevisível, e nosso Devorador de Pecados se torna o grande vilão “físico” da série e como todos nós esperávamos era necessário um retorno para aquele filho em que o casal Crane teve e foi enterrado. Portanto além dele ser o segundo cavaleiro, ele é filho deles.

Quando me refiro a vilão físico quero me referir a alguém que possui um rosto, o primeiro cavaleiro não tem cabeça e Morlock é um demônio. E por mais que eles sejam obviamente perigosos é importante ter um vilão com tantas justificativas quanto Jeremy e acima de tudo com um rosto e passível de interpretação. Não acham?

Peço desculpas pela review extremamente atrasada, mas foi bem difícil esse final de mês. Forte abraço e até a próxima temporada.


Assista a promo do episódio:
Comentário(s)
2 Comentário(s)