REIGN - S01E10: SACRIFICE

Por Nicole Chaves

5 de fevereiro de 2014

SPOILERS ABAIXO:
Os sacrifícios que fazemos por aqueles que amamos.

Depois de uma grande reviravolta, com Sebastian sendo elevado como o próximo rei da França, o episódio dessa semana continua no melhor estilo de intrigas e planos mortais. Catherine está presa, mas continua sendo a rainha com o poder de sempre, com criados do castelo e apoio de guardas da nobreza.

Logo, ela facilmente arma um plano para acabar com Bash, revelando o lado da família pagão do novo pretendente de Mary. Francis aceitou seu novo destino e foi embora do castelo, mas a mãe dele continua sedenta por poder.

Então, o roteiro traz uma nova personagem, desconhecida até então, como prima de Bash, grávida e não casada. Os guardas da nobreza armam para que Isobel seja presa, acusada de roubo e paganismo. Bash é um homem de família e não deixaria a prima ser executada, então Mary decide ajudá-los, pedindo que suas damas vigiem Catherine e tirando todas as mordomias da ex futura sogra. 

Em uma virada impressionante, o roteiro faz com que as damas de companhia de Mary tenham uma utilidade, dando a Lola o poder de se vingar da mulher que matou seu namorado. Muito bom saber que em alguns episódios os personagens são melhores utilizados e não apenas como um lindo e caro enfeite.
Enquanto Lola efetua sua vingança, Mary faz a viagem com Bash e o seu guarda costas, enviado pela mãe assim que soube da nova posição do filho. A única saída, como era de se esperar, é a floresta sangrenta, evitada a todo custo pelos guardas reais e cristãos.


Mary, mais uma vez, se vê diante do paganismo e fica chocada ao ver que Bash compartilha da crença. Ele, na verdade, utiliza a seu favor as orações dos pagões, protegendo a todos na cabana. O segredo da família de Bash é descoberto por Mary, que ainda mantém o preconceito contra pessoas não cristãs.


Felizmente, poucas palavras sensatas de Bash são suficiente para que a rainha da Escócia percebe sua atitude e volte ao normal, auxiliando no parto de Isobel. Como era de se esperar, a prima de Bash morre, deixando a criança para que o primo entregue a uma família.
É interessante ver como o futuro rei da França se debate entre seu destino ao lado de Mary e governar países tão grandes e poderosos. Esse episódio serviu para que Bash pudesse aceitar a decisão de Mary de colocá-lo como um rei e seguir suas obrigações.


Diferente de Francis, como ele mesmo ressaltou, Bash nunca será um governante exclusivo do seu país, sempre colocando sua família em primeiro lugar. No caso, sua família será Mary, assim que se casarem. Tem como não amar esse ex bastardo???


Assim, a série entrega mais um excelente episódio, oferecendo o desenvolvimento da trama necessário e aproximando mais ainda Mary e Bash... Para quem torce pelo casal, como é o meu caso, um episódio memorável.


#ThatsMyOpinion


Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)