MASTERS OF SEX - S01E12: MANHIGH

Por Carissa Vieira

23 de dezembro de 2013

SPOILERS ABAIXO:
Durante toda a temporada a série teve um desempenho acima da média e não poderia ter sido diferente na season finale. Um episódio equilibrado e que culminou em muito drama na vida dos nossos protagonistas, principalmente para o Dr. William Masters que, junto com seu estudo sobre sexualidade humana, foram o centro do episódio.

Bill é um personagem cheio de nuances e que em um momento faz você amá-lo, no seguinte te traz o sentimento oposto. Em vários episódios da temporada me irritei com a sua frieza,mesmo quando ela foi apenas superficial e uma maneira de esconder seus reais sentimentos. Várias atitudes do médico não foram as mais corretas e, ainda assim, quando ele ajuda alguém como fez com Barton nesse episódio, acho impossível não gostar do personagem. E o Michael Sheen dá um show de interpretação.

Finalmente o Dr. Master mostrou sua pesquisa para o mundo. Todo o estudo que ele e Virgina passaram a temporada inteira colocando seu tempo deixou de ser segredo. Então acompanhamos toda a preparação antes da palestra, com Jane e Libby tendo que dar conta de uma infinidade de exigências do pesquisador, para que tudo saísse perfeito.
 Em paralelo Barton e Margaret finalmente têm uma conversa franca sobre a sexualidade dele, o que permitiu uma bela cena entre os atores e uma discussão interessante sobre a “cura gay”, algo que sabemos que ainda tem gente tentando; Libby, depois da apresentação do marido acaba tendo o bebê sozinha e prefere passar um tempo assim, sem Bill e seus problemas; Ethan viaja para a Califórnia para ver se consegue um emprego em uma universidade e durante a viagem propõe casamento para Gini; e Virginia tenta fazer com que Lilian comece a salvar vidas com mais do que o exame Papanicolau e ao mesmo tempo sofre com a apresentação de Bill, apresentação que não sai como o planejado depois que ele mostra o vídeo que fez da parceira de pesquisa. Depois disso nenhuma influência que o médico tenha chega a ser capaz de salvar seu emprego.

E é aí que vemos um Bill Masters um pouco alterado pela bebiba, triste por conta do trabalho “perdido” bater na porta de Virginia, a única que o compreende, e finalmente dizer a verdade a moça. Se antes sua “casa” era o hospital, Gini tomou o lugar. Agora ela é a “casa” de Bill. Apesar de tudo, a única coisa que ele não pode viver sem. Curioso é que em uma cena anterior ela havia dito que a única coisa que ele não poderia viver sem era o seu trabalho. Foi interessante vê-lo finalmente assumir o que todos podiam ver: sua paixão por Virginia.
A Season Finale de Masters of Sex – na minha opinião, a melhor estreia da fall season – nos deixa com ótimos ganchos para a próxima temporada. Será que Virginia aceitará a segura proposta de casamento de Ethan? Ou manterá um relacionamento com Bill, que agora é pai? Sabemos como a história real terminou, mas muita coisa ainda vai acontecer. E como ficará o Dr. Masters sem emprego? Barton continuará com a ideia do eletrochoque para tentar se currar do homossexualismo? Ethan vai para a Califórnia? Muitas perguntas que só serão respondidas na próxima temporada. Até lá fica a torcida para a série nas premiações do ano que vem em que foi indicada.

Assista a promo do próximo episódio:

Comentário(s)
0 Comentário(s)