HOMELAND - S03E10: GOOD NIGHT

Por Thamara Ribeiro

7 de dezembro de 2013

SPOILERS ABAIXO:
Certamente vocês já devem ter ouvido e até cantado em coro o seguinte verso: “Oso oso oso, de virada é mais gostoso!” Pois é essa a sensação que tenho agora após ter assistido este décimo episódio dessa que dizem que é a série preferida do presidente Barack Obama.

Isso, meus caros amigos, acontece por dois motivos: primeiro pela fase em que Homeland se encontrava e que agora presenciamos a reviravolta que eu tanto ansiava e segundo por termos visto a evolução do personagem Brody que chegou ao fundo do poço, conseguiu se reerguer e agora surpreendeu a todos mantendo o foco na missão quando até os líderes já tinham se dado por vencidos.
Emocionante do início ao fim é essa a única maneira que posso definir o episódio. Fico feliz por terem preferido passar logo toda a segunda fase do plano em apenas um episódio e da forma que foi. Matando dois coelhos de uma cajadada só: o primeiro foi por terem optado em não enrolar tanto na série dividindo estas cenas em mais de um episódio correndo o risco de mais uma vez ser criticada por “encher linguiça” e a segunda pelo fato de que assim a moral da série foi levantada, tivemos cenas dignas de Homeland, o que não víamos há muito tempo, aposto que o senhor Obama ficou radiante.

A atuação de Claire Danes foi um trunfo à parte, quem foi que não pediu calma a ela (gritando para a tela do computador ou da televisão) assim que o carro sofreu a explosão sabendo que em mais um ou dois segundos ela entraria em pânico e sairia correndo da sala de operações? Quem não teve vontade de chorar junto com ela quando Brody conseguiu sair do carro e ainda salvar o outro? Quem não se desesperou junto com ela quando Brody insistiu em continuar a missão mesmo sabendo que nada mais poderiam fazer por ele? Quem foi que não se emocionou quando Brody disse com todas as letras que faria aquilo, pois sabia que ELA não o deixaria, que ELA não desistiria dele e que ELES podiam fazer aquilo? E finalmente quem não teve vontade de abraçá-la quando tudo acabou? Eu senti tudo isso. Repito, Good Night rompeu de vez a má fase da série e eu torço para que assim continue.
Eu atribuo essa má fase de Homeland, que espero ter sido superada para sempre, à morte de seu roteirista e produtor Henry Bromell. O último episódio por ele escrito foi Tower of David, o acontecimento gerou um impacto direto no andamento da série, que cabeça a minha não ter percebido isso antes. Agora dá até para entender e respeitar. Henry faleceu devido a um ataque cardíaco em março desse ano, quem terminou de escrever o terceiro episódio foi seu filho. Ao menos ele viveu para receber o Emmy de Melhor Série Dramática e muitos outros prêmios pela série.



Veja a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)