HOMELAND - S03E09: ONE LAST THING

Por Thamara Ribeiro

29 de novembro de 2013

SPOILERS ABAIXO:
Que bom que a série parou de nos dar episódios mornos e passou para os realmente bons, mostrando o porquê de nos identificarmos como orgulhosos fãs de Homeland.

Há tempos não assistia um episódio tão “demorado” como o One Last thing, mas todos esses quase 57 minutos foram deveras bem aproveitados, nele tudo aconteceu: Saul revelou a segunda parte do plano, também conseguiu acabar com a prepotência do Senador que se rendeu a ele ao menos por enquanto, convenceu Carrie a se juntar a ele no plano e consequentemente conseguir que Brody colaborasse.
Saul é um homem que tem seus mistérios, age na surdina, planeja tudo aparentemente sozinho e depois usa as peças (pessoas) para fazer as jogadas darem certo. E é aí que eu me pergunto: uma pessoa como ele é confiável? Depois de já ter feito todos sofrerem de alguma forma por motivos diversos e depois que tudo se esclarece todos percebem que foi pelo bem da missão, pelo bem do país e deles mesmos logo, tudo é perdoado. Mas até que ponto Saul fará alguma coisa visando o bem estar do país sacrificando os agentes da CIA que são seus companheiros? Até que ponto ele pode fazer isso? Qual é o limite da ambição do homem? Será que assim ele não pode ser comparado a um terrorista que faz de tudo por um ideal? Pense nisso.

Incrível foi ver a recuperação de Brody nesse momento importante para a história dos EUA, claro que para isso ele precisou ser motivado, já que estava no fundo do poço desejando a morte, Saul fazendo o que sabe fazer de melhor que é usar as pessoas como peças de um tabuleiro, o qual ele adora comandar, aproveitou-se do sentimento guardado em Carrie para reacender o do ex-soldado. Foi um reencontro emocionante, mas Carrie por sua vez não conseguiria sozinha levantar a moral de Brody então usou sua última cartada apelando para o amor paternal.

Admito que, dessa vez como há muito não via, a atriz que interpreta Dana teve uma ótima cena, aliás, falando nisso as cenas de Dana com o pai são sempre boas. Homeland precisa focar mais nisso e esquecer a mãe e o irmão da menina. Rs, sei que isso não vai acontecer, é só uma vontade minha.
Para finalizar, a primeira parte da segunda parte do plano de Saul foi concluída com êxito, tirou algumas vantagens conseguindo estender sua permanência na CIA por mais algumas semanas, tempo necessário para que tudo seja finalizado com sucesso. Resta esperar para ver se na hora H as coisas correrão como o planejado.



Veja a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
2 Comentário(s)