PRIMEIRAS IMPRESSÕES: REIGN

Por Nicole Chaves

24 de outubro de 2013

SPOILERS ABAIXO:
O início da trágica e misteriosa vida de Mary, a Rainha da Escócia.


A emissora CW decidiu inovar nessa Fall Season e fazer uma série histórica ao seu estilo, com muito amor, intriga e uma pitada de sobrenatural. Não poderia ter feito melhor escolha do que a vida de Mary, a Rainha da Escócia.

Historicamente, Mary é vista como uma das rainhas ao estilo shakespeariano, devido a todas as tragédias que passou durante sua vida. O sofrimento por ser da realeza da Escócia começou desde seu nascimento, com a morte do pai, e a perseguiu até seus últimos dias de vida, como prisioneira reclusa na Inglaterra.


O episódio se inicia com Mary ainda no convento que passou parte de sua infância e adolescência, escondida dos inimigos da sua família, da Escócia e, até, da Inglaterra. Mary é uma forte candidata a rainha da Inglaterra, sendo mais tarde seu grande problema por representar uma ameaça a Rainha Elizabeth, filha de Henrique VIII.


Com uma tentativa de assassinato, a feira responsável por Mary decidiu enviá-la de volta a corte francesa, onde viveu alguns anos ainda quando era criança. Mary está prometida ao futuro rei da França, Francis, desde seu nascimento, mas há ainda considerações a serem feitas.

O atual rei, Henry II, é o típico homem que procura estratégias para se manter no poder e vê a aliança perfeita com o casamento entre Mary e Francis. Mas a rainha Catherine de' Medici, mãe de Francis, está disposta a impedir a futura união entre França e Escócia, já que Nostradamus, o famoso profeta, previu que Mary será a responsável pela morte de Francis.


É interessante a trama aqui criada, visto que na realidade a rainha Catherine realmente não gostava da nora e o rei Francis faleceu pouco tempo depois de se casar Mary. Mas a rainha da Escócia consegue uma forte aliada para enfrentar os planos malignos da sua futura sogra; uma mulher que esconde o rosto e vive nas sombras do castelo.

Ainda não sabemos se essa mulher realmente está viva ou se é apenas um fantasma, mas ela torna-se uma amiga de Mary ao avisá-la sobre o vinho com drogas que Colin oferece. O namorado de Lola, uma das amigas de Mary, é obrigado por Catherine a tirar a virgindade da rainha da Escócia e assim impedir que ela se case com Francis.

E todo o plano da rainha da França tem que ocorrer durante a festa de casamento, já que para ser série da CW tem que ter festa e uma boa trilha sonora, é claro! E o piloto apresenta a apaixonante música da banda The Lumineers chamada Scotland. A festa foi boa e tal, mas o plano de Catherine é destruído por Mary, que segue o conselho da sua nova e misteriosa amiga. Então, Colin acaba sendo executado, como um criminoso, deixando Lola inconsolável e culpanda a amiga rainha pela desgraça do seu amor.


Apesar de o plano inicial ter falhado, Catherine fica ainda mais decidida a destruir Mary e impedir o futuro sinistro do filho. Infelizmente, esse não é o único problema para Mary, pois o próprio noivo, Francis, não parece animado com a possibilidade do casamento. Francis não imaginava ficar encantado por Mary, visto que suas lembranças infantis dela não eram nada demais. 

Mary fica decepcionada pela atitude rude e fria do futuro marido, pois fica deslumbrada com Francis assim que o vê pela primeira vez. Ela logo procura restabelecer a relação de amizade que tinha com Francis, mas ele fica dividido em ser o homem que sempre foi ou se deixar levar por seus sentimentos por Mary.

Além disso, Mary e seu jeito ingênuo encantam não somente o futuro rei da França, mas também seu irmão bastardo, Sebastian. Assim como na história real, Henry II mantém sua amante, Diane de Poitiers, e seu filho fora do casamento na corte francesa, sem se importar com fofocas e comentários entre os súditos.


Com isso, Francis e Sebastian vivem como irmãos, mesmo que desempenhem papeis diferentes na sociedade. Francis inveja a liberdade do irmão e Sebastian vive sob a sombra de não ter direito nenhum como filho bastardo. Assim, a rivalidade entre os irmãos irá piorar com o início da disputa pelo coração de Mary.


Por fim, Reign apresenta um piloto competente em introduzir sua trama principal e seus personagens, empolgando com seu estilo e fotografia. Para quem gosta de séries histórica e da CW, Reign é tudo que a gente poderia pedir. 

Apesar de ser baseada em fatos reais, a série rapidamente cria sua própria identidade e promete fortes emoções para os próximos episódios. Sem dúvidas, uma das melhoras estreias dessa Fall Season.


#ThatsMyOpinion



P.S.1: Houve um boato de que a cena chocante de uma das amigas de Mary se masturbando após ver o ritual do casamento seria cortada. Não foi e ainda tivemos a comprovação de como rei Henry II não se contenta apenas em ter uma esposa e amante.


P.S.2: Foi apenas um episódio, mas já sou #TeamSebastian =P

Facebook: SériesEmFoco

Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)