PRIMEIRAS IMPRESSÕES: THE CRAZY ONES

Por Marcus Vinícius

30 de setembro de 2013


SPOILERS ABAIXO:
O Pilot tão esperado de The Crazy Ones provavelmente não superou todas as expectativas, será que estamos dispostos à continuar?


Primeiramente eu quero dizer que o episódio foi "legalzinho"e que eu esperava bem mais, mas como temos grandes astros na série, resolvi dar uma chance e assistir até o final. Será que tantas apostas sobre o elenco não deixou todos com a expectativa lá em cima?

Não ri muito durante o episódio, mas apesar de tudo deu para conhecer mais os personagens, entender como e onde acontecerá a história e ainda a química (forte) entre eles. Achei bem hilário a cena logo do começo, que eram as crianças fazendo o teste para o comercial, eu já tinha visto na promo e realmente foi uma graça ver elas, mesmo que em pouco tempo me provocou algumas risadas.

O episódio mostrou exatamente o McDonald's insatisfeito com a empresa Roberts & Roberts, sendo assim não apenas Simon, mas todos dentro da empresa deveriam criar uma propaganda com algo inovador. Com isso Sydney teve que manter tudo em ordem para que as coisas fluíssem da maneira esperada (o que nem sempre acontece).
A participação da Kelly Clarkson (vulgo Kelly Classic) com certeza foi um dos pontos altos do episódio, nada melhor do que trazer para as telinhas a cantora "queridinha" da América que deu um show em sua atuação. Apesar dela querer uma música que falasse apenas sobre sexo, e com isso não sendo aprovada, no final as coisas deram tudo certo, e vamos combinar que o comercial ficou bem bonito não é? A participação da Clarkson foi tão boa que eu até desejei que ela ficasse no elenco fixo.

O que dizer de Sarah e Robin? Juro que em vários momentos eu achei que eles fossem pai e filha de verdade, e isso é muito bom. A química fluiu e mesmo que você não tenha simpatizado com o episódio, o final com certeza te deixou com vontade de assistir ao próximo, assim como eu.

O roteiro da série é bom, as piadas mesmo que em algumas vezes não nos façam rir tem sequências bem elaboradas e acima de tudo não são escrachadas, assim tornando-se uma comédia boa de se assistir. E sem contar que ela teve uma boa apresentação, um ótimo desenvolvimento e um desfecho interessante.

Sei que opiniões não faltam sobre a série, não foi uma das melhores estreias e mesmo que em alguns momentos eu achasse que estivesse assistindo um filme da sessão da tarde, eu acredito que valha a pena seguir para o segundo episódio para conseguirmos tirarmos melhores conclusões. Tenho que dizer que me decepcionei um pouco, mas como toda série ela pode nos surpreender mais à frente.
Terminando essa review eu deixo a seguinte pergunta no ar: A série foi vendida como comédia, mas será que eles se confundiram? No fundo a série parece mais uma dramédia. E você o que acha? deixe seu comentário!

P.S: A música não saiu da minha cabeça até agora, imagino que não foi só eu quem ficou cantando junto com eles, " Drive- Through Love..."

P.S.1: Sarah Michelle encarnando a "Buffy" na hora de bater no robô, foi bem engraçado.

P.S.2: Sarah cantando foi demais.

Texto de: Marcus Vinícius - @marcusviniz
Facebook: SériesEmFoco

Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
0 Comentário(s)